Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Festival Altitudes - 200 lugares esgotados diariamente, contrastam com os 50 habitantes da aldeia

 

Facebook Programa e site (1).jpg

 

 
O número de pessoas que passeia pelas ruas da aldeia de Campo Benfeito quadruplica durante o Festival Altitudes
De 11 a 18 de agosto, o Teatro do Montemuro apresenta mais uma edição do Festival Altitudes
 
 
Em agosto, na aldeia de Campo Benfeito, o frenesim é grande.  A lotação do Espaço Montemuro, alargada durante o festival de 80 para 200 lugares, não é ainda assim suficiente para todos os
 
que querem assistir aos espetáculos, esgotando diariamente
.
 
"A programação é cada vez mais um exercício de matemática" refere o Teatro do Montemuro, entidade organizadora, "mas a estrutura do Festival nunca foi colocada em causa, bem como a qualidade dos projetos apresentados diariamente durante 8 dias". O Festival Altitudes é o ponto alto do verão na Serra do Montemuro e por ele aguardam ansiosamente os residentes da aldeia, aqueles que em agosto regressam para passar férias e muitos outros que viajam até à aldeia de Campo Benfeito a propósito do Festival.
 
Cabe ao Teatro do Montemuro, companhia anfitriã, “abrir” o programa com a nova criação “Os 4 Clowns do Apocalipse” uma co-produção com o Absolute Theatre, estreada em Fevereiro. Depois sobem ao palco a Fundición Producciones e La Compañia Oriolo, vindos de Espanha e os nacionais Peripécia Teatro, d´Orfeu AC, Teatro da Palmilha Dentada, Teatro do Mar, Teatro e Marionetas de Mandrágora, Inês Barahona e Miguel Fragata e a encerrar o Festival, Fernando Tordo recorda Ary dos Santos, com o espetáculo “As histórias das canções”. "Um programa interessante, divertido e emotivo que irá certamente provocar muitas emoções e deixar recordações no público", escreve o Teatro do Montemuro na brochura do Festival Altitudes.
 
Durante o festival decorre ainda um atelier de artes plásticas, orientado por Romana Vieitas, que culminará na criação de uma floresta mágica e colorida na aldeia.