Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Festival Bairro Intendente em Festa :: 02 a 17 de Julho ::

Tigre_Azul.jpg

 

O festival Bairro Intendente decorre de 2 de Julho a 17 de Julho no Largo do Intendente e a festa de abertura acontece este sábado.
Começa às 20h e estão todos convidados.
No final podem consultar o cartaz com todas as actividades que irão decorrer ao longo destas duas semanas - Performances, Instalações, Feiras, Ateliers, Aulas Abertas, Concertos, Djs set, assim como as nossas propostas.
A entrada é sempre gratuita.

Sábado - 02 de Julho

20h - Pedro Marques (dj set) - entrada livre

 

Domingo - 03 de Julho

19h - Orquestra Geração de Lisboa (concerto) - entrada livre

 

Sábado - 09 de Julho

22h - Cais Sodre Funk Connection (concerto) - entrada livre

 

Sexta - 15 de Julho

22h - Aldina Duarte & Pedro Gonçalves (concerto) - entrada livre

 

02 de Julho a 17 de Julho

- Instalação de arte pública de Gustavo Sumpta no Largo do Intendente -

***
Pedro Marques

Sábado - 02 de Julho

20h - Pedro Marques (dj set)

Hip-Hop, Trap, Footwork, Rock, Pop, you name it. Pedro Marques mistura tudo numa selecção esmerada sem nunca perder o rumo, a pista de dança vai ser um carrossel alucinado sempre a girar. É pareeeeehhhhh garantida!

Foto: Sara Rafael

Fev 12a 0

Domingo - 03 de Julho

19h - Orquestra Geração de Lisboa (concerto)

A Orquestra Geração | Sistema Portugal é um projecto de inclusão social que aposta na aprendizagem da música a jovens e comunidades desfavorecidas que nunca tiveram contacto com a prática orquestral, reforçando as suas competências individuais, sociais e escolares.
Mais do que música, tocamos VIDAS!

Texto: DR
Foto: DR

CS

Sábado - 09 de Julho

22h - Cais Sodre Funk Connection (concerto)

Sendo já uma referência da cena musical lisboeta, os Cais Sodré Funk Connection nasceram no coração do bairro boémio que lhes dá o nome e foram a primeira banda residente do clube MusicBox. Apaixonados
pelo funk e pela soul, a banda dedica-se a recriar o som e o ambiente dos clássicos da Motown, Stax, Chess Records e outras editoras míticas das décadas de 60 e 70, com a dedicação e energia de uma verdadeira celebração.

Nos seus espetáculos, a banda realiza uma viagem pela história da música negra, recuperando ao vivo alguns dos mais enérgicos momentos gravados em vinil por James Brown, Otis Redding, Etta James ou Ray Charles, juntamente com os seus originais. O álbum YOU ARE SOMEBODY saíu em Setembro de 2012, e o novo SOUL, SWEAT AND CUT THE CRAP estará disponível em Fevereiro de 2016.

Texto: DR
Foto: DR

1. Aldina Pedro Goncalves

Sexta - 15 de Julho

22h - Aldina Duarte & Pedro Gonçalves (concerto)

Abri o email e li-o com muita atenção. Era um convite para produzir este disco que tem nas suas mãos. Depois ligaram e só aí percebi que era realmente eu o destinatário e pensei: “Não percebo nada de fados…Nem sei se percebo alguma coisa de música”.

Ao conhecer melhor a Aldina e todo o seu mundo percebi, creio, que para ser fadista tem de se possuir qualidades raras: o profundo e sincero empenho, a entrega absoluta e uma generosidade abissal para com a música, músicos e ouvintes.

Passei semanas a pensar e experimentar, sem sucesso, soluções para este disco. Ouvi fadistas de várias gerações e estilos, música de todo o tipo, mas continuava sem encontrar a solução.

Sabia apenas que para mim o fado era como filigrana e a simples ideia de o transformar num mutante criava-me calafrios. Até que o meu amor, Ainhoa Vidal, me revelou esta ideia genial de
fazer dois discos. O primeiro seria de fado e o segundo a minha visão/versão destes fados. No fundo resumia-se a contar a mesma história como que através de pessoas diferentes.

Maior presente do que poder trabalhar com uma artista tão completa como a Aldina, foi ganhar a sua amizade e poder conhecer uma das pessoas mais extraordinárias que esta vida me deu.

Continuo sem perceber nada de fados, mas ganhei uma grande amiga para a vida.

Texto: Pedro Goncalves
Foto: DR

IMG 3046

02 de Julho a 17 de Julho

Por motivos alheios à Ironia Tropical a instalação de Gustavo Sumpta não irá estar patente no festival.


Instalação de arte pública de Gustavo Sumpta no Largo do Intendente

Instalação de arte pública temporária onde serão instaladas duas estruturas semelhantes(assemelhando-se na sua forma ao vulgo estendal de roupa) que atravessam o Largo do Intendente formando um “X”. Na intersecção das duas estruturas nascerá uma escultura composta por fitas de VHS que na vertical dançam ao vento.

Escultura efémera de cariz metamorfo, o acto concreto e conceptual da peça vai adquirindo uma forma própria com o passar dos dias, conquistando o seu próprio espaço na via pública.

Fruto de energias eólicas e intrinsecamente poética, esta escultura molda-se consoante as fases do dia e da noite em constante movimento, assim sendo reproduzindo sensações, sons e de certa forma comportamentos de carácter animalistas.



Programação Bairro Intendente em Festa

BI.jpg

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.