Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Filme aclamado em Veneza dá mote à apresentação pública do CineEco I Seia I 21-09

CINEECO 2019: APRESENTAÇÃO OFICIAL 
Cineteatro da Casa Municipal da Cultura de Seia, 21 setembro, às 21h30. Entrada livre.

– Com a exibição do filme “AQUARELA” de Victor Kossakovsky 

Aquarela.jpg

 

FILME ACLAMADO EM VENEZA DÁ MOTE  PARA APRESENTAÇÃO OFICIAL DO CINEECO

Na apresentação oficial do programa da 25ª edição do Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela, a 21 de setembro (sábado), o CineEco propõe uma viagem cinemática sobre o poder de transformação da Águacom a exibição de um dos grandes filmes ambientais do momento, “AQUARELA” (trailer). Com a particularidade de ter sido filmado em 96 frames/segundo, este é o despertar visceral do realizador Victor Kossakovsky sobre a impotência do ser humano em reagir à força e caprichos do elemento vital da Terra – a Água.

Em ano do 25º aniversário do mais antigo Festival de Cinema Ambiental do mundo, o único em Portugal que versa sobre a temática das problemáticas ambientais e a emergência climática, o CineEco dá assim o mote à grande festa do cinema. A apresentação pública do Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela acontece no Cineteatro da Casa Municipal da Cultura de Seia, pelas 21h30, e vai contar com a presença das entidades oficiais, partners, convidados especiais, padrinhos nacionais e locais do CineEco, para além do público que pretenda comparecer.

O CineEco decorre este ano com uma vasta programação composta pelas mais recentes produções nacionais e internacionais sobre questões ambientais e conta com uma Seleção Oficial de 80 filmes, de 20 países, que abordam questões inerentes ao Ambiente e à Emergência Climática, uma reflexão geral sobre o impacto da ação do Homem na Terra.

Em ano de “Bodas de Prata”, Mário Branquinho, diretor do CineEco, sublinha “que este Festival pugna pela necessidade crescente de educar e consciencializar o público, em particular os mais jovens, prova disto são os Workshops, as Ecotalks deste ano - autênticos encontros de gerações, de profissionais – ou ainda a iniciática CineEco nas Escolas do concelho”. “Este é o evento mais internacional da região, que ano após ano tende a transformar-se num movimento e até num agente para a mudança. O Festival é atualmente um importante instrumento de afirmação cultural e ambiental em Seia e concelhos vizinhos, com significativa implementação e visibilidade no país e no mundo”, reitera o responsável.

Pelo segundo ano consecutivo, o CineEco 2019 e a Green Film Network (GFN), com o apoio do Turismo Centro Portugal, organizam a 2ª edição do Fórum Internacional de Festivais de Cinema de Ambiente, de 12 a 14 de outubro.,

Em ano de comemoração dos 25 anos, a organização do CineEco reforçou a sua programação paralela, com particular atenção para o elevado potencial de networking que existe durante a semana do Festival. De ressalvar a realização de Ecotalks, pontos de encontro e discussão para troca de experiências, oportunidades e contactos entre profissionais especializados nas áreas do “Ambiente” e do “Audiovisual”, realizadores, diretores de cinema e participantes em geral. Além de outras iniciativas, destaca-se ainda a continuidade da iniciativa Escolas no CineEco em que crianças e jovens, desde o pré-escolar até ao ensino secundário e profissional, terão a oportunidade de visualizar filmes e conversar com alguns dos realizadores presentes nesta 25ª edição do CineEco.

Evento em forma de movimento, o “Festival Ambiental de Portugal” incluiu nesta edição o “Award GFN” para premiar os melhores filmes de ambiente do mundo, indicados pelos festivais da rede Green Film Network.

 

O CineEco 2019 é organizado pelo Município de Seia e conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República e do Departamento de Ambiente das Nações UnidasÉ co-financiado pelo Fundo Ambiental no âmbito do Aviso Educarte: Educar para o Território, tem o apoio do Turismo de Portugal e da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela e conta como patrocinador principal a Lipor.

É um dos festivais de cinema de ambiente mais antigos do mundo e membro fundador e da direção da Green Film Network, uma plataforma de 40 festivais de cinema ambiental.