Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Finalistas do Prémio MOTELX Melhor Curta de Terror Portuguesa 2020

Prémio MOTELX – Melhor Curta de Terror Portuguesa 2020: Anunciadas as 12 finalistas

EVOPxZXM.jpeg

 

Serão 12 os filmes em competição pelo maior prémio atribuído a curtas-metragens em Portugal, um número superior ao do ano passado apesar da disrupção causada pela pandemia. Regressam ainda as microCURTAS, filmadas exclusivamente com telemóvel ou tablet.

Lisboa, 19 de Agosto de 2020: O MOTELX – Festival Internacional de Cinema de Terror de Lisboa, que este ano decorre entre 7 e 14 de Setembro no Cinema São Jorge, anuncia hoje as 12 curtas-metragens em competição pelo Prémio MOTELX– Melhor Curta de Terror Portuguesa / Méliès d’argent.

Em ano de pandemia, a organização do MOTELX voltou a receber dezenas de candidaturas àquele que é o maior prémio atribuído a curtas-metragens em Portugal: 5000€, com direito a um fim de semana de inspiração nos hotéis Belver e nomeação para a competição Méliès d’or, organizada pela Méliès International Festivals Federation. Volta assim a cumprir-se um dos maiores objectivos do Festival: o incentivo à produção, promoção e exibição de cinema de terror nacional.

Do terror folk ao sci-fi distópico, passando por subgéneros como o gore e o home invasion, a selecção de curtas portuguesas desta edição destaca-se pela sua variedade temática. Em competição estarão: “A Grande Paródia”, de André Carvalho; “Carnaval Sujo”, de José Miguel Moreira; “Com Sono, Mas Não Durmo”, de Tiago Bastos Nunes; “Death on Tape”, de Pedro Miguel Costa; “O Intruso”, de Hugo Pinto; “Karaoke Night”, de Francisco Lacerda; “Loop”, de Ricardo M. Leite; “Mata”, de Fábio Rebelo; “Mirror Room”, de David Seguro; “Petrichor”, de Gustavo Silva; “Porque Odeias o Teu Irmão?”, de Pedro Martins e Inês Marques; e “O Silêncio”, de Pedro Caldeira e Paulo Graça.

O contingente de curtas portuguesas inclui ainda duas curtas exibidas fora de competição. Descrita como “um ritual visual entre a morte e a vida”, “Sábàtina”, de Rafael dos Santos, será exibida na nova secção do MOTELX dedicada às Curtas Experimentais. Na secção infanto-juvenil Lobo Mau, destaca-se a curta de Bruno Caetano “O peculiar crime do estranho Sr. Jacinto”, vencedora nos Prémios Quirino de Animação Ibero-Americana.

E para cumprir o desafio lançado pelo MOTELX durante a quarentena e ver até onde vai a originalidade dentro de quatro paredes, regressam as populares microCURTAS, curtas de terror de até 2 minutos filmadas com telemóvel ou tablet. A selecção deste ano conta com 31 vídeos e pode ser vista no canal de YouTube do MOTELX. O público é convidado a votar nas suas microCURTAS preferidas até 3 de Setembro e a vencedora será exibida na Sessão de Encerramento do Festival.

Os bilhetes para a 14.ª edição do MOTELX estarão à venda na Ticketline e locais habituais a partir de 31 de Agosto e a programação completa do Festival será anunciada na próxima semana.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.