Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Fundação AFID apresenta Entreaberto: uma peça sobre o Mundo.

tIHP05ABF0114.jpg

 

A AFID, regressa aos palcos com a peça - "ENTREABERTO" - da AFIDança, já no próximo dia 17, no Auditório Municipal Eunice Muñoz em Oeiras. 

"Entreaberto" pretende retratar algumas das dúvidas, quiçá mais contantes. das pessoas em vida.

 
  • "Entreaberto" volta a estar em palco para definir um mundo quase aberto e quase fechado, onde os atores pretendem revelar o porquê da sensação de que, no Mundo, deixamos muito por dizer e por fazer; 
     
  • A sessão acontecerá em Oeiras, no Auditório Municipal Eunice Muñoz, pelas 21h00 de dia 17 deste mês.

A AFID Diferença instituída pela AFID - Associação Nacional de Famílias para a Integração da Pessoa com Deficiência – com 33 anos de existência – promove "Entreaberto", uma peça que é um convite à curiosidade e ao perigo de não saber para lá do que queremos mostrar, que volta a subir aos palcos no próximo dia 17 de janeiro, em Oeiras, no Auditório Municipal Eunice Muñoz, pelas 21h00.
 
Com o intuito de procurar a sensação de possibilidade – "Entreaberto" – revela-se pela sensação de que deixamos muito por dizer e por fazer, definindo um mundo quase aberto e quase fechado.
Este projeto é uma colaboração artística entre a AFIDance e a CiM (companhia e dança), financiado pelo INR (Instituto Nacional para a Reabilitação), e surge para revelar aquilo que queremos, aquilo que escondemos e o que precisamos.

 

"Entreaberto" tem direção artística de Ana Rita Barata, coordenação artística e pedagógica de Bruno Rodrigues e coreografia de Mara Pacheco. A interpretar esta peça estão Ana Sofia Pires, Andreia Bulhão, David Miguel, Jéssica Boneco, João Furtado, Nelson Moniz, Teresa Manjua e Carolina Carloto com Mafalda Estácio no espaço cénico e Joana Gomes na produção da CiM.

Recorde-se que a AFIDance é um grupo que pertence à  AFID Diferença, que criou este projeto.

Os bilhetes para poder assistir à peça têm o valor de 3€ sendo que para escolas e instituições de solidariedade social o valor é de 1€.

 
Para reservas e aquisição de bilhetes: 214 462 020 ou cnbc@apcl.org.pt

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.