Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Fundação da Juventude apresenta os melhores projetos de ciência e investigação juvenil

30 de maio a 1 de junho, no Centro de Congressos da Alfândega do Porto

 

image006.jpg

 

  • Fundação da Juventude reúne na 13ª Mostra Nacional de Ciência os melhores 97 projetos, os quais envolvem 247 jovens cientistas e 67 professores de 43 instituições de ensino, resultantes do 27º Concurso para Jovens Cientistas
  • Ciências do Ambiente, Biologia, Engenharias e Ciências Sociais são as áreas que reúnem o maior número de participações.
  • Aberta ao público em geral e com acesso livre e gratuito, a Mostra Nacional de Ciência realiza-se de 30 de Maio a 01 de Junho, no Centro de Congressos da Alfândega do Porto, numa coorganização da Fundação da Juventude, da Ciência Viva e do Município do Porto

 

De âmbito nacional, o Concurso de Jovens Cientistas, que vai já na sua 27 edição, pretende promover a realização de projetos científicos inovadores nas escolas, incentivar o empreendedorismo qualificado e favorecer o aproveitamento económico do conhecimento científico e tecnológico. Para Carla Mouro, Presidente Executiva da Fundação da Juventude «o desenvolvimento e a inovação científica devem começar nas escolas e é nosso dever apoiar os nossos jovens.»

 

Bioeconomia, Biologia, Ciências da Terra, Ciências do Ambiente, Ciências Médicas, Ciências Sociais, Engenharias, Física, Informática e Ciências da Computação, Matemática e Química são as categorias dos 97 melhores projetos que este ano foram submetidas ao concurso e que vão estar em destaque na 13ª Mostra Nacional de Ciência que se realiza de 30 de maio a 1 de junho no Centro de Congressos da Alfândega, no Porto, numa coorganização da Fundação da Juventude, da Ciência Viva e do Município do Porto.

 

A Mostra Nacional de Ciência é considerada uma das maiores a nível Europeu. Os 247 jovens coordenados por 67 professores participantes concorrem a um valor global de 50.000€ em prémios, distribuídos entre prémios monetários (10.000€) e participações internacionais (40.000€).

 

É a partir deste encontro de ciência que a própria Fundação da Juventude, enquanto promotora do Concurso de Jovens Cientistas e da Mostra Nacional de Ciência, seleciona os projetos destinados a representar Portugal em competições europeias e internacionais de ciência, como seja a Final Europeia, organizada pela Comissão Europeia, a ISEF nos EUA, a CASTIC em Macau, a Expo-Science no Luxemburgo, a Zientzia Azoka em Espanha, a ESI nos Emirados Árabes Unidos, a Semana de Investigação nos Alpes Suíços e a MOSTRATEC no Brasil. «É através de iniciativas como o Concurso para Jovens Cientistas que a Fundação da Juventude tem premiado o mérito e a investigação científica. Este esforço é reconhecido pelos prémios obtidos em participações internacionais», acrescenta Carla Mouro.

 

A avaliação e a seleção dos trabalhos, cabe a um Júri coordenado pela Ciência Viva, o qual integra professores, investigadores e personalidades de reconhecido mérito das diferentes áreas científicas envolvidas. Os projetos selecionados para a 13ª Mostra Nacional de Ciência, que decorre de 30 de Maio a 1 de Junho, no Centro de Congressos da Alfândega do Porto, podem ser consultados aqui.

 

Com entrada livre, a Mostra Nacional de Ciência está aberta ao público nos seguintes horários: Dia 30 de Maio: 16h às 18h | Dia 31 de maio: 10h às 17h30 | Dia 1 de Junho: 10h às 15h

 

A 27ª edição do Concurso para Jovens Cientistas e a 13ª Mostra Nacional de Ciência, integram o Projeto Gera Talentos, um programa estruturante de apoio ao empreendedorismo qualificado e criativo, promovido pela Fundação da Juventude, que visa fomentar, reconhecer, distinguir e premiar a inovação, a criatividade e o talento dos jovens cientistas e empreendedores.

O Projeto Gera Talentos é uma iniciativa promovida pela Fundação da Juventude, financiada pelo Portugal 2020, no âmbito do COMPETE 2020 (Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização 2014-2020).