Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Galeria Beltrão Coelho volta ao ativo com exposição “Águas que nos habitam” de Eduarda Azevedo

 

descarregar (4).jpg

 
A exposição de pintura “Águas que nos habitam”, da artista Eduarda Azevedo, será o mote para a reabertura da Galeria Beltrão Coelho, a ter lugar no próximo dia 6 de abril (18h00) após um período de inatividade devido à pandemia causada pela Covid-19. 

Curiosamente, foi também durante o período pandémico que Eduarda Azevedo explorou a pintura, apesar de já ter tido passagens pelo mundo das artes como música, teatro e dança: “Mais recentemente e durante o confinamento, descobri a pintura e fiquei completamente rendida. Foi como um amor à primeira vista, nunca mais parei de pintar.”

A exercer atividade na sua área de formação, Gestão de Empresas e Marketing, Eduarda Azevedo olha para a pintura de uma forma intuitiva. “Adoro um processo criativo livre, de descoberta, imaginação e experimentação de vários materiais e técnicas. Normalmente pinto a óleo, acrílico, uso técnicas mistas e gosto bastante de compor texturas com diversos materiais, como gesso, areias e outros materiais naturais”, refere a artista.

Sobre a exposição, Eduarda Azevedo sublinha que as “Águas que nos habitam”, remetem o espectador para uma profunda viagem com a sua essência.

Já a diretora-geral da Beltrão Coelho, Ana Cantinho, relembra a importância de apoiar a cultura: “Esta reabertura é a nossa forma de ajudar um setor que foi muito fustigado pela pandemia. Assim, o plano é continuar a apoiar e a defender os interesses dos artistas e permitir aos visitantes um momento de viagem para outras realidades.”

“Cada pintura que faço é uma viagem interna sobre mim mesma, é uma autodescoberta constante e é um processo altamente transformador e libertador. Sinto a pintura como uma forma de expressão de alma, como um ato terapêutico. A pintura permite-me viver o momento presente, sem objetivo específico de chegar a algum lado, mas sim apenas viver o processo de criação”, finaliza a artista, Eduarda Azevedo.

A Galeria Beltrão Coelho foi criada em 2015 com o propósito de promover e auxiliar o progresso da arte em todas as suas manifestações. A exposição é gratuita e poderá ser visitada até 6 de maio, de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 17h30.

Exposição: “Águas que nos habitam” – Eduarda Azevedo
Data: 6 de abril a 6 de maio
Horário: de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30
Local: Galeria Beltrão Coelho – Rua Sarmento Beires, 3A 1900-410 Lisboa
 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.