Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Gimba e Galvão apresentam: Os Imparáveis Tiroliro & Vladimir - Ao vivo dia 28 de Janeiro no Titanic Sur Mer

GIMBA & GALVÃO APRESENTAM:

OS IMPARÁVEIS TIROLIRO & VLADIMIR

NOVO SINGLE "AS PESSOAS DA VILA"

Os Imparáveis Tiroliro & Vladimir é um CD a sair por estes dias, mais precisamente, dia 21 de Janeiro, reunindo um reportório perdido e inédito - anterior ao fenómeno do "rock português" - criado por Gimba e Jorge Galvão ainda nos anos 70, quando ambos eram ainda teenagers. Por volta de 1985, quando se lhes junta o baixista Nuno Faria, o grupo passaria a chamar-se Os Afonsinhos do Condado.

 

Depois do inconfundível “Onde Foste Tu?”, primeiro avanço do álbum, eis que chega o segundo single “As Pessoas da Vila”. Tendo por mote uma das reflexões mais antigas da humanidade - A vida não é só pão! - esta canção é um verdadeiro hino ao lazer. Assim, numa pequena vila, metáfora do mundo inteiro em que andamos sempre a correr, a pobre personagem “João”, que apenas passeia pela praia e, na verdade, não liga a nada, acaba por ver recompensada a sua teimosa mas proveitosa preguiça.

 

Aqui está uma das primeiras canções - se não a primeira - da jovem dupla. Em compasso rápido, com influências da folk acústica de Paul Simon ou Lennon/ McCartney, esta é uma história naïf com final feliz, acabando o mundo (a vila) em clima de paz e amor. É um dos melhores exemplos da ingenuidade contida em algumas letras do álbum, dada a tenra idade dos autores. É também uma das marcas do som acústico do duo, com vozes e assobiadelas misturadas em alegres harmonias, acompanhadas pelas duas guitarras freneticamente dedilhadas. Nesta versão é possível ouvir o contrabaixo do convidado Francisco Silva, bem como as vozes de Inês Santos e Pedro Lopes, replicando um Vai-te embora, vadio! gritado pela populaça ainda enfurecida.

 

Para quem queira ver a rapaziada em acção, eles irão estar noTitanic Sur Mer, em Lisboa, para o concerto de lançamento no dia 28 de Janeiro pelas 22h30m.

 

O vídeoclip, realizado pela dupla neozelandesa G&G, já corre nos écrans habituais, e quem falhar o concerto de lançamento tem ainda a oportunidade de ver a banda ao vivo (em que pontuam o baterista Mário João Santos – baterista de Fausto – e o baixista João San Payo, líder dos Peste & Sida) na FNAC em Lisboa no mês de Fevereiro: no Chiado dia 5, em Cascais dia 19 e no Colombo dia 26. As datas das aparições no Porto serão oportunamente anunciadas.

 

Este disco resulta de um curioso trabalho de arqueologia cerebral, pois não existia nenhum registo destas canções. Todas as cassetes gravadas na altura, entre as quais a do seu primeiro concerto (o “Full Moon Concert”, a 20 de Julho de 1978, em Lagos, abrindo para a Go Graal Blues Band, de Paulo Gonzo) desapareceram com o tempo, bem como quaisquer blocos ou cadernos com letras escritas. A (boa) memória dos dois conseguiu recuperar vinte e duas dessas canções, dezoito das quais integram o CD.

 

Se do lado da composição musical se nota já uma certa maturidade, resultante de várias influências da época (da canção de intervenção ao rock progressivo ou ao punk), é óbvia, do ponto de vista lírico, alguma ingenuidade típica da idade (os rapazes eram ainda teenagers...), com referências a amores de liceu ou a um mundo idílico da paz e amor. Curiosamente, algumas ideias aguentaram bem o hiato temporal, resultando em temáticas super actuais, como a visão de uma ciclovia em pleno Cais do Sodré (Domingo em Bicicleta), o incontornável stress da vida moderna (As Pessoas da Vila), ou este “Onde Foste Tu?”, que acaba sendo uma reflexão ecológica e uma chamada de atenção para a destruição do planeta.

 

“Os Imparáveis” foi produzido, gravado e misturado pelos dois autores e conta com a participação de alguns amigos - desde logo o próprio Nuno Faria, no contrabaixo - Gui (Xutos e Pontapés), nos saxofones, ou Paulo Marinho (Sétima Legião/Gaiteiros de Lisboa), que toca as inconfundíveis gaitas de foles no início deste single, cujo videoclip foi realizado por Jorge Galvão. Fausto Ferreira (piano eléctrico), Luís Gaspar (Bateria), Nuno Reis (Trompete), Franciso Silva (contrabaixo), Pedro Lopes, Inês Santos e Violeta Galvão (vozes adicionais) completam o naipe de artistas convidados.

 

Disponível em streaming e em CD, o disco Os Imparáveis Tiroliro & Vladimir já está nos escaparates habituais, analógicos ou digitais. Porque esperais?