Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Glocal - No Regional de Um Espaço Sem Fronteiras

a804090d-71b7-408d-b648-fd306a8960dc.jpg

 

GLOCAL @ WOZEN

Inaugurada no início do mês de Agosto, a exposição "Glocal - No Regional de um Espaço Sem Fronteiras" reúne o trabalho de dez artistas de diferentes sotaques, propostas e vertentes, como colagem, fotografia, pintura, escultura e instalação. O artista português Francisco Vidal, por exemplo, encontra-se no próprio espaço com uma proposta "work in progress" de ocupação - uma espécie de Summer School, com uma série de atividades voltadas aos miúdos e aos mais velhos. 
A narrativa regional e a riqueza de suas peculiaridades, mesmo que genuinamente assimilada à essência de seus locais de origem, mostram-se claramente envolvidas no processo de formação da chamada cultura global, na qual, dissolvida as barreiras da distância, nada mais parece imune à apropriação do modelo vigente - do canto ao conto. Neste caso, projetado na esfera global como uma espécie de representação do “nós”, o local não só integra as resistências como também contribui para as formações identitárias neste novo contexto globalizado, homogêneo e, por vezes, artificial. Desta forma, a fim de exaltar as raízes étnicas e a diversidade dos ‘guetos‘ - o regional de um espaço sem fronteiras -, a Wozen legitima sua nova exposição: a coletiva “Glocal”, aberta ao público até 11 de Setembro. Viva a multiculturalidade e os encantos de todos os trópicos.
Burry Buermans (BEL), Fidel Évora (CPV), Francisco Vidal, Giulio Vesprini (ITA), Hugo Inglez (BRA), Jenna Wenna Bobenna (ENG), Malenga (MOZ), Nuno Alecrim, Paula Plim (BRA) e Pedro Batista.

GLOCAL - WOZEN Rua das Janelas Verdes, 128 B. Lisboa, Portugal Até 11/09. Entrada Livre Catálogo de preços e mais informações: hello@wozenstudio.com

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.