Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

GuimarãeShopping recebe Exposição "A Celebração"

De 24 de julho a 30 de agosto

 

GuimarãeShopping recebe Exposição “A Celebração”

image006.jpg

 

 GuimarãeShopping recebe, de 24 de julho a 30 de julho, uma Exposição de Fotografia, denominada “A Celebração”, que estará patente ao público no Piso 1 (na antiga loja Yamamay), no horário normal de funcionamento do Centro (10H00-23H00).

 

A mostra integra um conjunto de 60 imagens, selecionadas a partir da Coleção de Fotografia da Muralha - Associação de Guimarães para Defesa do Património. As fotografias em exposição representam o que demais genuíno caracteriza os hábitos e costumes do povo vimaranense, refletindo momentos tão importantes como as festividades, romarias, música, comemoração de efemérides, almoços, piqueniques, casamentos e outras manifestações culturais, nomeadamente encenações do estúdio de Domingos Alves Machado (1882-1957), fotógrafo que captou a cidade de Guimarães e os seus habitantes, acompanhando assim a evolução urbana e os seus costumes ao longo de meio século.

 

Para a Exposição “A Celebração” foi selecionado um conjunto imagens que procuram solenizar os acontecimentos sazonais da comunidade (Festas Gualterianas, Nicolinas, Carnaval, Missa do Pelote, Feiras e Cortejos), as suas expressões de tributo coletivo (entre outras, a homenagem a Martins Sarmento, Gago Coutinho e Sacadura Cabral), a devoção religiosa (Ronda da Lapinha e Peregrinação à Penha), a força de instituições como os Bombeiros Voluntários (desfiles, inaugurações e exercícios), os militares e grupos musicais, a celebração da família, os amigos e fotografias de estúdio que procuram transmitir a ideia de uma personagem alheada do corpo que, efetivamente, é fotografada.

 

Esta Exposição retrata o lado festivo da comunidade, que se afirmava através das suas celebrações de caráter familiar ou coletivo. A sua denominação - “A Celebração” - surge com o propósito de ir além do lado festivo que caracteriza o povo vimaranense, resgatando a solenidade que os atos e as fotografias que os eternizam dão.

 

Resultante de uma parceria da Associação Muralha com a Oficina, a Câmara Municipal de Guimarães, o GuimarãeShopping e o Cineclube de Guimarães, esta Exposição conta com a colaboração de vários escritores, historiadores e outros profissionais envolvidos no processo de construção da Coleção de Fotografia da Associação, entre os quais se destacam Maria José Meireles, Helena Pinto, António José Oliveira, Francisco Brito, Eduardo Brito, António Emílio, Amaro das Neves, Carlos Poças Falcão, Rosa Saavedra, João Almeida, Cláudio Rodrigues e Samuel Silva.

 

Sobre Domingos Alves Machado (1882-1957)

Foi um fotógrafo que captou a cidade e as pessoas, acompanhando assim a evolução urbana Guimarães e os seus costumes ao longo de meio século. Além desse registo, a sua fotografia profissional não se constituiu apenas como uma tarefa mas, sobretudo, como um exercício muito pessoal e sensitivo de registar algo mais do que um retrato, algo mais do que uma encomenda destinada a perpetuar-se numa sala particular ou no salão nobre de uma instituição. De procurar no grupo ou na pessoa, pelo enquadramento e pela pose, um conjunto de possibilidades que nos permitam ver um pouco mais do que o aparente  e  imediato, o que possibilita que a imagem pareça sempre diferente a cada novo olhar. A sua fotografia tem essa alma e, creio, esse propósito.

 

Coleção de Fotografia da Muralha

A Coleção de Fotografia da Muralha, digitalizada no âmbito do Projeto Reimaginar para a Capital Europeia da Cultura (2012), é composta atualmente por 5646 clichês fotográficos em vidro da autoria de Domingos Alves Machado (1882-1957), das casas fotográficas Foto Moderna e da sua antecessora Foto Elétrica Moderna. Compreendem um conjunto de imagens de Guimarães que vão desde os finais do século XIX até às primeiras décadas do século XX. A Muralha continua, hoje, a enriquecer o seu património fotográfico, através da colaboração com outras instituições e particulares, no sentido de se resgatar e compreender melhor o tempo através da imagem.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.