Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

História do Cerco de Lisboa a partir de 12 de Novembro no TMJB em Almada

Luís Vicente e Ana Bustorff em  História do Cerco de Lisboa

 

Uma História do Cerco de Lisboa

 

 

image001.jpg

image002.jpg

 

História do Cerco de Lisboa, a partir de José Saramago, com dramaturgia de José Gabriel Antuñano e encenação de Ignacio García, vai estar em cena no Teatro Municipal Joaquim Benite a partir de 12 de Outubro e até 3 de Novembro. O espectáculo teve antestreia durante o último Festival de Almada e foi considerado pelo crítico da Artez Blai como “um grande espectáculo, emotivo, poético e educativo.

Nos sábados 14, 21 e 28 de Outubro haverá Conversas com o público sobre a obra de José Saramago que contam com a presença de vários convidados, entre eles Pilar del Río, Miguel Real, João Tordo e Manuel Frias Martins. O espectáculo conta com o apoio da Fundação José Saramago.

 

A capacidade de dizer “não” é um dos temas abordados por Camus no seu Homem revoltado. E colocar um “não” onde estava escrito um “sim” é o que faz Raimundo Silva, o revisor que protagoniza a História do Cerco de Lisboa. Só que a afirmação (pela negação) desta personagem saramaguiana servirá de ponto de partida para a criação: no caso, a escrita de uma História do Cerco de Lisboa na qual os cruzados “não” auxiliem D. Afonso Henriques na conquista da cidade. E deste “não” surgirá também uma história de amor, entre o revisor e a directora literária Maria Sara – plasmada, de certo modo, nas personagens do soldado Mogueime e da barregã Ouroana. A adaptação de José Gabriel Antuñano vai ao encontro (e vai além) do tema central do romance de Saramago: a fronteira entre a realidade e a ficção, bem como a redenção pelo amor.


Formado pela Real Escuela Superior de Arte Dramático de Madrid, Ignacio García foi adjunto do director artístico do Teatro Español. É director artístico do Festival Dramafest, no México, e tem desenvolvido uma carreira como encenador de teatro e ópera na Europa, na Ásia e na América Latina. Entre os autores que tem levado à cena encontram-se nomes como Kataiev, Juana Inés de la Cruz, Rodriguez Méndez, Ernesto ou Dario Fo.


Intérpretes Ana Bustorff, Elsa Valentim, João Farraia, Jorge Silva, José Peixoto, Luís Vicente, Pedro Walter, Rui Madeira e Tânia Silva
Assistente de encenação Marco Trindade
Cenografia José Manuel Castanheira, assistido por Pedro Silva e pelos estagiários Filipe Fernandes, Francisca Castro, Inês Carrillo, Maria Luís e Sofia Lacerda
Figurinos Ana Paula Rocha
Música Ignacio García
Luz Guilherme Frazão
Som Miguel Laureano

Co-produção: ACTA – A Companhia de Teatro do Algarve, Companhia de Teatro de Almada, Companhia de Teatro de Braga e Teatro dos Aloés

 

TEATRO MUNICIPAL JOAQUIM BENITE | SALA PRINCIPAL | M/12

12 OUT a 3 NOV | QUA a SÁB às 21H00 | DOM às 16H00

 

 

PREÇO: 6,5€ a 13€  (Clube de Amigos: entrada livre)

 

RESERVAS: +351 212 739 360
COMPRAR: http://cta.bilheteiraonline.pt/

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.