Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

HISTÓRIA estreia Especial Obama, na Primeira Pessoa

image003.jpg

 

Independentemente das convicções políticas de cada um, quase todos concordam que os oito anos de Barack Obama na Casa Branca tiveram um impacto profundo no mundo.

No mesmo dia da tomada de posse de Donald Trump, 20 de janeiro, o canal HISTÓRIA estreia às 22horas “Obama, na Primeira Pessoa”, o relato em primeira mão de Barack Obama sobre a sua presidência – os sucessos, fracassos, dificuldades com o Congresso, relações raciais durante o mandato e o que significa uma presidência Trump para o seu legado. Em novas entrevistas francas e profundas com POTUS (President Of  The United States) conduzidas antes e após a eleição presidencial de 2016, o especial de duas horas é uma análise única sobre a presidência Obama a partir do seu interior. “Obama, na Primeira Pessoa” inclui a entrevista final e mais abrangente do presidente Obama ainda em exercício na televisão conduzida durante quase duas horas na Casa Branca.

Em 2009 Barack Obama foi eleito 44.º presidente dos Estados Unidos da América. Celebrado como o primeiro presidente afro-americano, Obama fez campanha usando o slogan “Change We Can Believe In” (mudança em que acreditamos) e para muitos representou a promessa do que significa ser americano. No entanto, o país para o qual foi eleito presidente estava a enfrentar um dos períodos mais difíceis de sempre com a grave crise económica iminente. Oito anos depois, enquanto o país se prepara para um novo presidente, o legado de Obama está a ser analisado e debatido. Enquanto os historiadores vão examinar a administração Obama nas próximas décadas, em última análise não há perspetiva mais poderosa do que a do próprio presidente.

“Obama,  na Primeira Pessoa” também inclui entrevistas inéditas a membros da equipa do presidente, Congresso e imprensa: vice-presidente Joe Biden; secretário de estado John Kerry; secretário do tesouro Tim Geithner; procurador-geral Eric Holder; conselheira de segurança nacional a embaixadora Susan Rice; chefe de gabinete Denis McDonough; assessora sénior Valerie Jarett; conselheiro adjunto de segurança nacional Ben Rhodes; antigo chefe de gabinete Rahm Emanuel; antigo secretário de educação Arne Duncan; líder da minoria no Senado Harry Reid; líder da maioria no Senado Mitch McConnell; antigo líder da maioria na Câmara dos Representantes Eric Cantor; principais jornalistas e muitos mais.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.