Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Iniciativa conta com um forte envolvimento do movimento associativo cultural | Seixal Cultural 2024 traz novas dinâmicas, ao longo do mês de maio

image008.jpg

Está à porta o Seixal Cultural 2024, que irá decorrer durante os 3 primeiros fins-de-semana de maio. Música, teatro, cante alentejano, folclore, artes visuais, arte urbana, dança e literatura serão as áreas abrangidas por esta iniciativa, que irá estender-se a todas as freguesias do concelho do Seixal e cujo mote é «dar a voz à nossa cultura». A edição deste ano do Seixal Cultural dá um passo em frente. A Câmara Municipal do Seixal desafiou os agentes culturais a trabalhar em conjunto e a criar projetos em parceria; o resultado não podia ser melhor. O programa integra mais de uma dezena de ações em parceria, com duas ou mais entidades, naquilo que representa um salto qualitativo e diferenciador em relação às edições anteriores.

Paulo Silva, presidente da Câmara Municipal do Seixal, refere que «o Seixal Cultural é um momento único e que conta este ano com um fortíssimo envolvimento do movimento associativo do concelho, potenciando o aproveitamento de todas as potencialidades existentes nas várias associações e coletividades e proporcionando à população a oportunidade de assistir a espetáculos inéditos. Numa altura em que se comemoram 50 anos do 25 de Abril, continuamos a acreditar que o movimento associativo cultural e os agentes culturais são determinantes na formação e sensibilização da população para as artes, contribuindo de forma fulcral para a vertente de qualificação que é essencial na construção de uma população culturalmente ativa, atenta e participativa».

 

Alguns dos eventos previstos são exclusivamente dirigidos ao público infantil e juvenil, tais como a possibilidade de participação em diversos workshops e oficinas temáticas. Noutros casos, a agenda privilegia a população sénior, como o espetáculo de dança e música «Gerações», marcado para o dia 3, na Sociedade Filarmónica Operária Amorense, composto por dança e cante alentejano com o intuito de explorar relações intergeracionais e valorizar as nossas origens. Destacar também a realização de um workshop de dança inclusiva, no dia 11 (sábado), no Salão dos Bombeiros do Seixal, organizado pela Associação de Paralisia Cerebral de Almada e Seixal, que consistirá numa aula do grupo de dança inclusiva aberta à comunidade, dirigida a pessoas com e sem deficiência. Por fim, realçar a realização dos espetáculos de teatro, dança e música «50 Cravos de Abril» (dia 11, na Associação de Amigos do Pinhal do General) e «Palavras de Abril» (dia 12, na Sociedade Filarmónica União Arrentelense).

 

Cada uma das 4 freguesias terá o seu Dia Aberto, com a realização de inúmeras iniciativas de cariz cultural. Na Amora, será a 4 de maio (sábado), entre as 15 e as 20 horas, no Parque do Fanqueiro; em Corroios, acontecerá a 11 (sábado), das 15 às 20 horas, na Alameda 25 de Abril (Miratejo); na União das Freguesias do Seixal, Arrentela e Aldeia de Paio Pires, o dia escolhido é 18 de maio (sábado), entre as 15 e as 20 horas, no Jardim do Seixal; no dia seguinte, a 19 (domingo), será a vez de Fernão Ferro, também entre as 15 e as 20 horas, em frente à Associação de Moradores dos Redondos, onde terá também lugar, nesse mesmo dia, o convívio de encerramento do Seixal Cultural.

 

O programa completo do Seixal Cultural 2024 encontra-se disponível em www.cm-seixal.pt

 

Exposição fotográfica «Abril na Rua» é uma das iniciativas em destaque

 

«Abril na Rua» é o nome da exposição de fotografia que irá realizar-se no RioSul Shopping, integrada no Seixal Cultural 2024, que decorre durante o mês de maio e cuja inauguração está marcada para 17 de maio (sexta-feira), pelas 18.30 horas. Este ano, o tema proposto é a comemoração do 50.º aniversário do 25 de Abril de 1974, estando convidados a participar fotógrafos e entusiastas da fotografia. O mote da exposição é: «O que trouxe a Revolução do 25 de Abril de 1974 ao nosso concelho? A liberdade de expressão, a diversidade cultural (como as variações de língua, religião, costumes, valores, ideais e expressões artísticas), a expressão de género e orientação sexual, a liberdade na moda (que não é apenas roupa, mas sim ser-se como se quer ser), o cabelo azul, verde ou amarelo, a tatuagem tribal ou da fotografia da avó. O encontro de dois ou de muitos sem repressão ou represália. A arte urbana. Os skaters, os bikers. As mulheres livres. As crianças a brincar na rua, de uma perspetiva rara e singular. As ruas, os largos, os coretos. As varandas, a roupa estendida, o gato ao sol. As gentes que passeiam, que trabalham. Os cantos, os recantos, o extraordinário. O Seixal livre!»

 

As fotografias devem ser submetidas através de um formulário online até ao dia 30 de abril e as 40 primeiras que cumpram os critérios de participação serão alvo de exposição, durante o Seixal Cultural, no RioSul Shopping, no Seixal. Refira-se que o Seixal Cultural é um evento organizado pelo município, em parceria com diversas entidades do concelho, ao longo do próximo mês de maio, que abrange as áreas da música, teatro, artes visuais, dança e literatura.