Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

INSPIRALATA | Projeto 'Time in a Can' expõe na Alemanha

INSPIRALATA

Projeto Time in a Can expõe na Alemanha

A decorrer desde o dia 7 de setembro até dia 13 de outubro, o projeto Time in a Can expõe agora imagens de variados artistas na Alemanha, em Mülheim, no Museu Camera Obscura. O projeto tem por base a técnica de “solarigrafia”, que consiste na captação de imagens através de uma lata convertida numa câmara, como se de uma câmara fotográfica “tradicional” se tratasse, ao longo de 6 meses.

O projeto está também patente em Portugal. No dia 21 de junho foram colocadas cerca de 50 latas, idênticas às latas de refrigerante e de cerveja, distribuídas pela cidade de Lisboa e pela Vila de Cascais (este ano a celebrar 650 anos de história), destinadas a registar as mudanças paisagísticas que ocorrerão entre o solstício de Verão e de Inverno. As latas serão recolhidas no dia 21 de dezembro, prevendo-se igualmente uma exposição do projeto em território nacional.

Desde os anos 80, data em que o percursor Dominque Stroobant deu a conhecer algumas das primeiras solarigrafias, fotógrafos de todo o mundo têm vindo a experimentar esta variante de fotografia estenopeica (câmara pinhole – a origem da fotografia) com o objetivo de registar o movimento do sol, através de vários recipientes. O que a Associação de Latas de Bebidas (ALB) pretendeu fazer com este projeto foi exatamente o mesmo. O grande objetivo da ALB foi ter a possibilidade de fazer um projeto de solarigrafia com latas de bebida pertencentes à cadeia de produção habitual. Com a ajuda de investigadores do Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC), a Associação conseguiu encontrar a possibilidade de melhorar substancialmente o diafragma pelo furo de precisão microscópica, ao contrário do que se tinha feito até ao momento. 

As imagens presentes nesta exposição têm histórias muito surpreendentes para contar. Além da sua localização, que fez com que muitas delas fossem testemunhas de eventos históricos, ao registar o movimento do sol durante seis meses, as imagens informam-nos sobre o clima e também sobre as mudanças paisagísticas que possam ocorrer em determinado local. “Já sabíamos que as latas eram a embalagem perfeita para as bebidas da nossa preferência. Agora, sabemos também que são a embalagem perfeita para o tempo”, refere Miguel Aballe, diretor da Associação de Latas de Bebidas (ALB), patrocinadora do projeto Time in a Can.

Links com informação adicional

http://canspiration.com/content/time-in-a-can-exhibition

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.