Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

INSTITUTO ITALIANO DE CULTURA: Primeira Semana da Gastronomia Italiana no Mundo 'The extraordinary taste' | Lisboa | 21-27 de novembro de 2016 |

image003.jpg

 

de 21 a 27 de Novembro de 2016

I Semana da Gastronomia Italiana no Mundo

‘The Extraordinary Taste’

 

Qualidade, identidade, excelência. Três palavras chave da ‘Primeira Semana da Gastronomia Italiana no Mundo', que terá lugar de 21 a 27 de Novembro, uma herança da Expo Milano 2015, incluída no plano para a promoção e defesa do verdadeiro Made in Italy agroalimentar no estrangeiro, promovido pelo MAECI, Ministero degli Affari Esteri e della Cooperazione Internazionale, MIPAAF, Ministero delle Politiche Agricole Alimentari e Forestali, MIUR, Ministero dell'Istruzione, dell’Università e della Ricerca, em sinergia com o MiSE, Ministero dello Sviluppo Economico.

 

Mais de 1.300 eventos em programa de 21 a 27 de novembro em 105 Países do mundo, coordenados pela rede do MAECI no estrangeiro constituída pelas Embaixadas, Consulados e Instituto Italianos de Cultura.

 

O objetivo é dar a conhecer as produções agroalimentares e vitivinículas italianas, com especial referência aos produtos de qualidade certificada; valorizar o ‘saber fazer’ italiano; difundir os valores únicos da Dieta Mediterrânea; apresentar a oferta formativa do nosso País no setor enogastronómico; reforçar a presença da gastronomia italiana no estrangeiro através da formação de jovens cozinheiros e da apresentação da oferta da restauração italiana de qualidade.

 

Para a presente edição, o Instituto Italiano de Cultura, Serviços Culturais da Embaixada de Itália em Lisboa, vai realizar um amplo programa de eventos que visam oferecer um quadro, o mais variado possível, da gastronomia italiana, passando dos workshop de cozinha às exposições, das conferências às projeções de filmes e documentários sobre o tema, das apresentações de livros à oferta na área da restauração, para um público adulto e para crianças.

 

Uma antecipação da Semana haverá de 18 a 20 de Novembro na Praça da Figueira onde decorrerá o Mercato Italia, um evento organizado pela Camera di Commercio Italiana per il Portogallo no âmbito das celebrações para os seu 100 anos de actividade com gastronomia, música e produtos "Made in Italy" no coração de Lisboa durante 3 dias.

 

PROGRAMA OFICIAL

  • Na Segunda-feira, dia 21 de Novembro às 11h00 no Instituto Italiano de Cultura será projetado o filme “La cena” de Ettore Scola (1998), que mostra um leque de italianos apanhados a jantar, no momento mais relaxado do seu dia, quando revelam mais facilmente os seus vícios e virtudes.

Às 14h30 graças à sinergia com a Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa será inaugurada a Exposição “100-120-150 Pellegrino Artusi e a Unificação de Itália na culinária”, em versão bilingue italiano e português, dedicada a uma das mais importantes figuras da história gastronómica italiana, Pellegrino Artusi, que conseguiu unificar a Itália nos hábitos culinários, assinalando assim o início da cozinha italiana moderna e, a seguir, das 15h00 às 17h00, decorrerá o Workshop “Gnocchi in rosso e in verde” por Michele Bono, Chefe do Restaurante ‘Il Gattopardo’ do Hotel Dom Pedro Palace de Lisboa. Michele Bono, siciliano, começou muito novo a trabalhar em restaurantes de grandes hotéis em Itália, em 1994 participou no concurso “Lisboa Capital da Cultura Europeia” na secção de gastronomia e, em 1998, a convite da família Saviotti, começou a trabalhar no restaurante ‘Il Gattopardo’ do Dom Pedro Palace de Lisboa, onde propõe uma cozinha tradicional italiana com uma profunda marca mediterrânea.

Às 18h30, no Instituto Italiano de Cultura, em colaboração com a Delegação de Lisboa da Accademia Italiana della Cucina, será inaugurada a Exposição de livros de receitas e das revistas “Civiltà della Tavola” da Accademia Italiana della Cucina. A revista tem uma tiragem mensal, com 11 publicações por ano, e desenvolve um papel fundamental quer de junção das muitas Delegações espalhadas pelo mundo, quer de órgão de informação sobre a atividade da Accademia, com artigos de caráter cultural e gastronómico e recensões de novos restaurantes visitados pelos Académicos.

Às 19h00, sempre na sede do Instituto Italiano, terá lugar a abertura oficial da Semana com a conferência “L’identità italiana in cucina”, pelo Prof. Massimo Montanari, um dos maiores especialistas a nível internacional de História da Alimentação, docente de História Medieval e História da Alimentação na Faculdade de Letras e Filosofia da Universidade de Bolonha e na Universidade de Ciências Gastronómicas de Pollenzo, e diretor do Master europeu "História e cultura da alimentação". Entre as suas obras: Alimentazione e cultura nel Medioevo (Laterza 1988); Storia dell’alimentazione (Laterza 1997); La cucina italiana. Storia di una cultura (Laterza 1999); Storia medievale (Laterza 2002); Il cibo come cultura (Laterza 2004); Il formaggio con le pere (Laterza 2008).

 

  • Na Terça-feira, dia 22 de Novembro às 11h00 regressa o cinema no Instituto Italiano com o filme “Lunga vita alla Signora” de Ermanno Olmi (1987), que tem como protagonista um rapaz da escola de hotelaria, chamado para servir num grande jantar de gala enquanto aprendiz. Leão de prata em Veneza em 1987.

Também a Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra quis aderir à Semana da Gastronomia e, às 11h00, será a volta do Chefe Augusto Gemelli, que terá o workshop “A tradição dos sabores italianos”. Gemelli fez parte das equipas de cozinha de grandes chefes italianos como Claudio Sadler, Gualtiero Marchesi e Umberto Vezzoli. Em 1996 mudou-se para Lisboa e, em 1999, abriu o seu restaurante que coleccionou uma série de reconhecimentos entre os quais “3 Garfos” no concurso oficial dos restaurantes da Cidade de Lisboa. A partir de 2012 desenvolve atividades de consultoria profissional, cursos de cozinha, catering personalizado, formação técnica para restaurantes. Este ano lançou um novo projeto ligado à Mozzarella de búfala D.O.P. nas suas lojas MOZZA & Co.

Das 16h00 às 18h00, regressamos à Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa para o workshop ‘A arte da massa fresca feita à mão’ por Carla Giorgi, uma Marietta de Casa Artusi, e para a apresentação da tradução em língua portuguesa do livro “La scienza in cucina e l’arte di mangiar bene” de Pellegrino Artusi pela Prof.ª Anabela Ferreira, em colaboração com o Centro de Cultura Gastronómica Casa Artusi e com o Restaurante ‘L’Artusi’ de Lisboa.

O texto de Artusi com a 1ª edição em 1891 e 111 edições até à data, é o livro de gastronomia por excelência, pilar da culinária italiana moderna, ao qual todos os grandes cozinheiros do último século se inspiraram. É uma obra única que exalta o prazer de comer bem, um manual prático para famílias, com 790 receitas e um programa gastronómico simples e ao alcance de todos, resumido pela tríade Higiene, Economia, Bom Gosto. Além disso, a Artusi deve-se o mérito de ter conferido dignidade àquele “mosaico” de tradições regionais, valorizando a diversidade enquanto elemento essencial da identidade nacional.

Às 17h30 na Sala de São de Pedro da Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra a Aula aberta “Taste. Historical considerations about an ambiguous concept” pelo Prof. Massimo Montanari, abre o ciclo de conferências do projeto “DIAITA, Scripta & Realia do Património Alimentar da Lusofonia.

 

  • Na Quarta-feira, dia 23 de Novembro às 11h00 Luciano Zazzeri, Chefe do Restaurante ‘La Pineta’ de Marina di Bibbona (Livorno) encontra os alunos do Instituto Italiano de Cultura para falar do seu livro “La baracca dello Zazzeri - Storie di mare e di penna, aromi, colori, profumi, silenzi, incontri e immagini tra innovazione e tradizione con Luciano Zazzeri in Alta Maremma” e, das 15h00 às 17h00 terá na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa o workshop “Peixe azul e bacalhau”.

Luciano Zazzeri é conhecido como um dos maiores Chefes pescadores de Itália. Ele e o seu restaurante ‘La Pineta’ cresceram juntos, sendo que a família o iniciou à boa cozinha logo em pequeno, entre o fogão de casa e a pesca no mar. O que nos anos ’60 era apenas uma barraquinha na praia de Marina di Bibbona, a partir de 1996, com a gestão do novo Chefe, tornou-se um ponto de referência gastronómica internacional. Atualmente, a cozinha de Zazzeri é fruto de um percurso de formação delineado de modo original, mas coerente, uma cozinha feita de conhecimento e amor pelos produtos, preparada com sabedoria, destreza e apresentada em pratos originais, sem nunca perder o sabor autêntico da sua terra, da qual ainda é o embaixador, representando-a pelo mundo.

Às 18h30 no Instituto Italiano o Prof. Ariel Toaff, histórico e docente na Universidade Bar-Ilan de Ramat Gan (Tel Aviv), apresentará o seu livro “Mangiare alla giudia. La cucina ebraica in Italia dal Rinascimento all'età moderna” (Comer à maneira judaica. A cozinha judaica em Itália do Renascimento à Idade Moderna), seguido da conferência ”Mò senti er pranzo mio” do Prof. Marcello Teodonio que irá falar da comida nos sonetos de Gioacchino Belli.

Ariel Toaff è Professor Emérito de História da Idade Média e do Renascimento na Bar-Ilan University (Israel). Entre os seus livros, destaca-se Il vino e la carne (1990, 2007) Mangiare alla giudia (2000, 2011), Pasque di sangue (2007, 2008), Ebraismo virtuale (2008) e Il prestigiatore di Dio (2010). Ganhou vários prémios literários, entre os quais: ‘Langhe Ceretto’ (2001), ‘Carlo Levi’ (2001) e ‘Gourmand’ (2011). Atualmente vive em Tel Aviv.

Marcello Teodonio é Presidente do Centro Studi “Giuseppe Gioachino Belli” e responsável das cadeiras de Literatura italiana na Fundação Besso de Roma e de Literatura Romanesca na Universidade de Roma “Tor Vergata”. Entre as suas publicações: Giuseppe Gioachino Belli nelle terre degli antropofagi (Hetea, 1987); Introduzione a Belli (Laterza, 1992); Le edizioni dei sonetti romaneschi di Giuseppe Gioachino Belli (Fondazione Marco ed Ernesta Besso, 1999).

 

  • Na Quinta-feira, dia 24 de Novembro às 11h00 o filme “L’abbuffata” de Mimmo Calopresti (2007). será projetado no Instituto Italiano, mostrando quatro jovens amigos de uma pequena vila da região Calábria a organizar uma grande festa: uma verdadeira "abbuffata" para uma grande estrela do cinema.

A partir das 15h00 e até às 17h30 será possível assistir no Instituto Italiano aos documentários “Pasta nera” de Alessandro Piva (2011), “Rupi del vino” de Ermanno Olmi (2009), e “Quando l’Italia mangiava in bianco e nero” de Andrea Gropplero di Troppenburg (2015).

Às 17h30 na magnífica sede da Academia de Marinha a Conferência “New crops from America. Did they really change European food culture?” pelo Prof. Massimo Montanari, integra o programa “Alimentação e saúde em terra e no mar: das cortes e mosteiros ao quotidiano dos navios” do Ciclo de Conferências “DIAITA.

 

  • No Instituto Italiano na Sexta-feira, dia 25 de Novembro às 11h00 o filme “La cena per farli conoscere” de Pupi Avati (2007), tudo se desenvolve a volta de um jantar que as três filhas de um ator já em crise querem organizam para ajudar o pai.

 

  • Como já é hábito do Instituto Italiano o fim-de-semana é dedicado às crianças e, no Sábado, dia 26 de Novembro às 11h00 o Laboratório didático “Pulcinella e Arlecchino alle prese con pizza e spaghetti” irá ver as crianças dos Cursos do Instituto Italiano de Cultura entretidas com papel, cola e tesoura para construir marionetas e pratos típicos da cozinha italiana, com o desenhador Paolo Marabotto e os atores da Companhia Teatro Verde de Roma.

Às 16h00 no Museu da Marioneta, o espetáculo ‘Bravo, Bravíssimo!’ pela Companhia Teatro Verde de Roma, estreia pela primeira vez em Portugal, graças à parceria com o Museu da Marioneta, Trata-se de uma peça dedicada às histórias e fábulas de todos os tempos. Reis e rainhas, bruxas e mágicos, feitiços, monstros, dragões, animais falantes, todo o género de heróis… são os eternos protagonistas que nos têm acompanhado ao longo de mais de 30 anos de teatro.

O mesmo espetáculo regressa às 11h00 de Domingo, 27 de Novembro.

 

Para mais info: www.iiclisbona.esteri.it ou escrever a: imprensa.iiclisbona@esteri.it

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.