Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Janeiro no Teatro da Garagem

 

51f256f7-6ded-4b05-8176-f184a6b614e6.jpg

 

JANEIRO 2017

b18f9982-7bc4-4a84-9c47-2c4ea78fbbc3.jpg

 

A VIDA COMO ELA É
TEATRO TABORDA

19 - 22 JAN | 21h30 | TEATRO TABORDA

84ª Criação de // 84th Theatre Production by Teatro da Garagem
Encenação de // Directed by Carlos J. Pessoa
A partir de textos de // Based on texts by Nelson Rodrigues

Espectáculo apresentado na 8ª edição do FESTLIP
– Festival Internacional de Teatro da Língua Portuguesa (Setembro 2016, Rio de Janeiro)
 

A vida como ela é é um espectáculo construído a partir do universo das crónicas que Nelson Rodrigues escreveu diariamente, durante cerca de dez anos, para o jornal Última Hora. Através do retrato do quotidiano das relações entre casais no Brasil dos anos 50, Nelson Rodrigues traça um quadro implacável sobre as relações humanas no que de mais íntimo e também transgressor as caracteriza. Nestas histórias do quotidiano o autor brasileiro pretende, tal como Tchekhov, descrever “a vida tal como ela é na realidade” e, como o autor russo, mostrar nas suas obras o drama da própria vida. A vida como ela é, expressão “roubada” a Tchékhov não pretende julgar o comportamento humano, mas sim fazer-nos olhar para nós próprios, nas nossas misérias e grandezas com ironia e um certo humor negro. Na cena dois actores, utilizando meios técnicos simples e numa grande proximidade com o público, conduzirão os espectadores através de narrativas curtas e momentos singulares pungentes que demonstram a importância das coisas não importantes e a fluidez contraditória da vida humana. O casamento, o amor, o desejo e, quase sempre o adultério, percorrem estes retratos da vida comum nos quais, paradoxalmente, ainda nos conseguimos reconhecer.

 

f3457861-5ade-4b6e-bd6d-b68223df89d5.jpg

 

CANTO DO PAPÃO LUSITANO
MESA REDONDA • TEATRO TABORDA

26 JAN | 20h00 | TEATRO TABORDA 
Organização de // Organised by Cláudia Madeira (FCSH-UNL) & Teatro da Garagem

Encontro em torno dos 50 anos da estreia no Scala-Teatern em Estocolmo da peça "Canto do Papão/Fantoche Lusitano" de Peter Weiss, com o objectivo de debater a sua importância enquanto documento histórico de luta contra o fascismo e o colonialismo português e repensar a sua reencenação na actualidade. Neste âmbito, será promovida uma mesa redonda que contará com a participação de investigadores e encenadores: Cláudia Madeira (FCSH/Universidade Nova de Lisboa) e Carlos Pessoa (Teatro da Garagem, ESTC), os proponentes da futura encenação da peça Canto do Papão Lusitano; Vera San Payo de Lemos (FL/Universidade de Lisboa) que tem desenvolvido pesquisa sobre Teatro Alemão em Portugal, nomeadamente, no que diz respeito a esta peça; Maria Manuela Gouveia Delille (Universidade de Coimbra) que trabalhou a recepção da peça; Peter Hannenberg (Universidade Católica de Lisboa) que investigou o arquivo de Peter Weiss em Berlim para analisar o carácter histórico e  documental da sua construção; Manuel Silva Pereira que encenou a peça no pós-25 de Abril em Portugal e Margarida Tavares que dará conta de alguns ecos da encenação da peça nas Caldas da Rainha.  

Cláudia Madeira

 

bbb6b173-2cc0-4214-9a27-8e317f9aca89.jpg

 

CLUBES DE TEATRO
 TEATRO TABORDA JAN A JUN | SÁBADOS À TARDE
SERVIÇO EDUCATIVO // EDUCATIONAL SERVICE
 

Os Clubes de Teatro Júnior, Jovem e Sénior são orientados por actores do Teatro da Garagem e têm como objectivo suscitar o gosto pelo teatro e pelas práticas artísticas, dando a conhecer o universo teatral e as possibilidades fantásticas que este encerra. Pretende-se que as crianças, adolescentes, adultos e idosos experimentem trabalhar nas diversas áreas que constituem e constroem o espectáculo teatral: o texto, o cenário, os figurinos, a luz, a música e o trabalho dos actores. Os Clubes de Teatro decorrerão de Janeiro a Junho de 2017 no Teatro Taborda, todos os Sábados à tarde. No final do conjunto de sessões previstas far-se-á uma apresentação pública do trabalho de cada grupo.

 

4c2c0928-93ef-4c2e-86ce-69369053c195.jpg

 

DESRUMOS vidas paralelas
TEATRO TABORDA

CONTINUA EM JANEIRO | 15h00 - 23h30
EXPOSIÇÃO // EXHIBITION de José Mena Abrantes
 
Homenageando José Mena Abrantes na celebração dos seus 50 anos de atividade artística, o Teatro da Garagem acolhe esta exposição de desenho do autor angolano, nunca antes mostrada ao público. José Mena Abrantes é jornalista, escritor, dramaturgo, produtor e encenador de teatro, dirigindo desde a sua criação em 1988, o grupo Elinga-Teatro. Publicou 19 peças de teatro, 3 livros de ficção, 3 de poesia e vários estudos sobre o cinema e o teatro em Angola. Recebeu em 2006 o Diploma de Mérito do Ministério da Cultura de Angola pela sua “significativa contribuição ao desenvolvimento da dramaturgia em Angola”. Prémio Nacional de Cultura e Artes 2012, na categoria de Literatura.

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.