Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Joana Gama, Sean Riley, B Fachada, Beatbombers, Killimanjaro e muitos mais nos Museus de Leiria, entre 16 e 22 de Abril

47631266-0e50-4044-af11-4b1e15e88b9d.jpg

 

 

89d9cfc2-99d5-4576-ae5b-58966b083fa0.jpg

 

 
Na sua terceira edição, a Festa dos Museus de Leiria vai ocupar o Castelo, Museu de Leiria, m|i|mo – museu da imagem em movimento, Centro de Diálogo Intercultural, Moinho do Papel, Agromuseu Municipal D. Julinha e Centro de Interpretação do Abrigo do Lagar Velho (Lapedo) e inclui uma programação repleta e transversal que vai de visitas guiadas a exposições temáticas, da música à dança e ao teatro, de roteiros a serviços educativos.

No rescaldo de um ano de 2017 particularmente importante para os espaços museológicos da cidade, em que foi inaugurado o Centro de Diálogo Intercultural e o Museu de Leiria venceu o The Silletto Prize, uma das distinções mais importantes da cerimónia anual dos prémios do European Museum Forum, esta terceira edição da Festa dos Museus estende-se por sete dias e por sete espaços.

De 16 a 22 de Abril há uma semana de festa a desafiar todos os públicos, com o lema "Contigo a história é outra".

Uma das apostas da programação é a música, que foi desenhada por Hugo Ferreira e Gui Garrido, dois agentes culturais de Leiria que apostam numa série de nomes que fazem um cruzamento entre a tradição e contemporaneidade, do clássico ao eletrónico, para todas as idades e todos os gostos.


O piano de Joana Gama, as novíssimas canções de Sean Riley, B Fachada é para meninos, uma noite de electrónica com os cruzamentos de Omiri e Beatbombers, outra de rock com Killimanjaro, The Dirty Coal Train e Victor Torpedo Karaoke ou uma tarde delicada com a brasileira LaBaq são apenas algumas das muitas propostas.