Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Jornadas Europeias do Património no Museu Nacional da Música (27 de Setembro) e Dia Mundial da Música (1 de Outubro)

jornadas museu.jpg

 

 

#EntradaLivre
27 de setembro


às 10h30
Visita à Colecção do Museu Nacional da Música inserida nas Jornadas Europeias do Património

às 14h30
Visita à Colecção do Museu Nacional da Música inserida nas Jornadas Europeias do Património

às 19h
Apresentação do CD Solitude do pianista Daniel Cunha pelo compositor Alexandre Delgado
Obras do compositor Alfredo Napoleão

Apresentação do CD Solitude do pianista Daniel Cunha pelo compositor Alexandre Delgado.
Obras de Alfredo Napoleão | 19h #EntradaLivre

Daniel Cunha é um pianista portuense. No ano passado gravou um CD com a obra para piano do compositor portuense Alfredo Napoleão (1852-1917), com o título "Solitude - Piano works by Alfredo Napoleão" para a nova editora discográfica alemã de música clássica Decurio. O projecto teve o apoio da Fundação GDA e o lançamento mundial do álbum aconteceu em Paris, em 2018, na Casa de Portugal. Desta vez o pianista dará um concerto no Museu Nacional da Música. O CD contará com a apresentação do compositor Alexandre Delgado.

"As obras de Alfredo Napoleão que foram gravadas são inéditas. A sua obra para piano é valiosa e fez grande sucesso no seu tempo em Portugal e em outros países por onde Napoleão viajou, como o Brasil, Argentina e em cidades europeias, como Londres e Paris. A sua música faz parte da herança histórica portuguesa do séc. XIX e merece ser redescoberta."
Daniel Cunha


PROGRAMA
Recital de apresentação do CD "Solitude" - Obras para piano de Alfredo Napoleão
(1852-1917)

Soupirs du Tage (Suspiros do Tejo), étude-caprice. op 38
Prelúdio e Fuga op. 41
Rondo op. 47
Lenda da Beira op. 39
Andante et Polonaise op. 27, versão para piano solo


____________________________________
 
MAIS EVENTOS:
DIA MUNDIAL DA MÚSICA, 1 de OUTUBRO
às 10h30
Visita à Colecção do Museu Nacional da Música inserida no Dia Mundial da Música

às 14h30
Visita à Colecção do Museu Nacional da Música inserida no Dia Mundial da Música

UM MÚSICO, UM MECENAS 
18H #EntradaLivre
KETIL HAUGSAND no CRAVO TASKIN DE 1782
inv. nº MNM 1096
Pelas 18H
#EntradaLivre

 

ketil.jpg


SOBRE O INSTRUMENTO MUSICAL:

O cravo da autoria de Pascal-Joseph Taskininv. (inv. nº MNM 1096), construído em 1782 e classificado como Tesouro Nacional, é um dos instrumentos musicais mais conhecidos da coleção do MNM. Distingue-se pela riqueza da construção, por ser uma encomenda do rei Louis XVI de França e por ter pertencido a membros da realeza e nobreza europeias.
Apesar de serem poucos os instrumentos Taskin que chegaram aos nossos dias, o do MNM está em bom estado de conservação, após uma intervenção delicada e complexa, concluída com sucesso no ano transacto. Em 2019, o instrumento musical recebeu o prémio APOM (Associação Portuguesa de Museus) na Categoria Conservação e Restauro.

Mais sobre o cravo Taskin:

https://glosas.mpmp.pt/museu-nacional-da-musica-premiado-apom/

Um Músico, Um Mecenas é um ciclo de concertos de entrada livre organizado pelo Museu Nacional da Música e que vai já no seu sétimo ano. Os concertos destas temporadas são autênticas viagens à colecção, conduzidas por grandes intérpretes nacionais e internacionais, que actuam pro bono e dão a conhecer os instrumentos através de concertos comentados e de uma contextualização histórica estendida, muitas vezes, ao repertório escolhido. A interpretação, a necessária manutenção dos instrumentos musicais e a comunicação da história de cada um deles são factores intimamente relacionados e que resultam numa acção concertada entre o Museu Nacional da Música e os Mecenas do ciclo (músicos, construtores / restauradores e outros parceiros).

 

KETIL HAUGSAND, professor emérito de cravo na Hochschule für Musik em Colônia, é uma das importantes personalidades da música antiga de hoje, estando presente em vários festivais e concertos de prestígio na maioria dos países europeus, EUA, Israel e Extremo Oriente. Actua como recitalista, em música de câmara, como solista ou maestro do cravo. Colabora com a Orquestra Barroca da Noruega, a Orquestra de Rádio Norueguesa, a Orquestra Sinfônica de Stavanger, a Orquestra Sinfônica de Stavanger, a Orquestra Barroca de Lyra, a Orquestra Barroca de Lyra, o Conjunto Arte Real e o Komischer Oper Berlin. Parceiros importantes da música de câmara foram, por exemplo, Laurence Dreyfus, Wieland Kuijken, Richard Gwilt e Peter Holtslag.
As suas gravações em CD com obras de Jean-Babtiste Antoine Forqueray, Jean-Philippe Rameau, Louis Marchand, Carlos Seixas, João Sousa Carvalho e outros, para a Simax Classics, Virgin Veritas e Linn Records ganharam aclamação internacional significativa - e as suas interpretações de JS Bach, especialmente as Variações Goldberg, foram apontados como performances de destaque, originais e marcantes.
O músico norueguês estudou com Gustav Leonhardt no Conservatório de Amsterdão, onde recebeu o cobiçado Prix d'Excellence em 1975. Mais tarde, foi premiado em competições internacionais de cravo em Paris e Brûges e ocupou o cargo de professor de cravo e música de câmara da Academia de Música, em Oslo, entre 1974 e 1995.
Como professor, ofereceu regularmente cursos de verão, nomeadamente em Portugal e, presentemente, na Noruega e Itália. É frequentemente convidado como membro de júri em competições internacionais de cravo.

 

PROGRAMA

 

Louis Marchand Suite ré mineur – du 1ére livre (1702)

Prèlude

Allemande

1ére Courante

2e Courante

Sarabande

Gigue

Chaconne

 

 

Jean-Philippe Rameau Pieces de Clavecin

La Joyeuse

L’Entretien des Muses

Les Tourbillons

Les Triolets

La Dauphine

 

 

Antoine Forqueray Pieces de Viole mises en Pieces de Clavecin

La Bouron, Vivement & détaché

Sarabande, La D'aubonne

La Leclair, tres Vivement & détaché

 

 

 

 

Johann Sebastian Bach Sonate G-Dur – Gustav Leonhardt, transcription

Adagio (BWV 968)

Fuga (BWV 1005)

Largo

Allegro Assai