Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

KIN [exposição] Inauguração 30 Abril, 19h

KIN

30 abril - 9 julho’16 | Hangar

[exposição]

 

image002 (3).jpg

 

Curadoria: Eva Langret Lebohang Kganye, Mary Evans, Phoebe Boswell, ruby onyinyechi amanze, Senzeni Mthwakazi Marasela, Virginia Chihota

 

Inauguração: 30 abril, 19h

Visita à exposição com Eva Langret, 20h

 

Kin é uma exposição que reúne 6 artistas contemporâneas internacionais: ruby onyinyechi amanze, Phoebe Boswell, Virginia Chihota, Mary Evans, Lebohang Kganye e Senzeni Mthwakazi Marasela. As obras apresentadas debruçam-se essencialmente sobre narrativas pessoais, tomando como ponto de partida uma noção geral de família - aquela em que nascemos, aquela que fazemos para nós - e a história de família, para articular noções de eu no âmbito de contextos interpessoais e enquadramentos históricos e sociais mais amplos. Pesquisando genealogias, desvelando narrativas familiares que atravessam gerações, considerando a herança partilhada com familiares ou a experiência do comum com os nossos pares, as obras em exibição sublinham o papel central que as nossas relações têm para a nossa própria educação. Ao falar em parentesco e na ligação aos outros, as artistas participantes questionam os amplos processos de relato e interpretação dos acontecimentos e negoceiam o intervalo entre o universo do pessoal, do íntimo, da experiência subjetiva, e as narrativas coletivas ou aparentemente oficiais. Nas ciências sociais, a perceção de que as vidas dos indivíduos comuns têm um valor significativo no entendimento dos processos históricos de mudança e das sociedades contemporâneas adquiriu importância recentemente. Artistas e investigadores têm dado uma importância central às narrativas pessoais por estas permitirem olhar os acontecimentos sob uma nova luz, de formas frequentemente ignoradas pelos enquadramentos tradicionais da análise histórica. As obras nesta exposição são de natureza profundamente pessoal e sugerem uma história diferente, sussurrando verdades íntimas para lá de generalizações e declarações arrebatadoras. Sem remorsos e com uma honestidade constrangedora, as artistas em KIN fazem uso do eu como o seu principal objeto de estudo, olhando em profundidade para as suas histórias e convidando o espetador a refletir sobre a sua própria história.

 

Curadoria: Eva Langret Organização: HANGAR | Xerem Coprodução: AFRICA.CONT - CML KIN tem o apoio de: Ministério da Cultura - Direção Geral das Artes​, BIPZIP Parcerias Locais, Fundação Calouste Gulbenkian

 

 

HANGAR Centro de Investigação Artística Rua Damasceno Monteiro, 12 r/c 1170-112 Lisboa Tel. +351 218 871 481 Horários: quarta-feira a sábado, 15h – 19h Entrada livre

 

 

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.