Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Lançamento da 3ª edição do Mês da Fotografia

MÊS%20DA%20FOTOGRAFIA.jpg

 

A Câmara Municipal do Barreiro convida o Vosso Órgão de Comunicação Social a participar no LANÇAMENTO DA 3ª EDIÇÃO DO MÊS DA FOTOGRAFIA, no dia 15 outubro, sábado, pelas 17h00, na Galeria Vermelha do Auditório Municipal Augusto Cabrita.

 

 

Em simultâneo será inaugurada a Exposição de Fotografia de Pedro Lopes “A voz do Silêncio”.

 

A%20voz%20do%20Silêncio.png

 

“A Voz do Silêncio” trata-se de um diário fotográfico inspirado em músicas, desenvolvido ao longo de todo o ano de 2015. O autor compromete-se a fotografar todos os dias de 2015, e a selecionar uma foto por dia que retratasse uma música.

A ideia do projeto baseia-se nas músicas que teimam em não sair da cabeça. O vulgo "earworm" que, como escreveu Oliver Sacks em "Musicophilia", é um sinal claro da "esmagadora e, por vezes, impotente sensibilidade do nosso cérebro à música".

Alguns meses antes de ter iniciado o projeto, o autor andou uma pequena eternidade a entoar uns versos de Capicua: "Quero uma casa no campo que pode ser na cidade, mas tem de ser de verdade, mesmo não tendo morada." Aquilo criou-lhe um dilema: "Como é que uma casa assim poderia ser real?" A resposta à pergunta surgiu-lhe sob a forma de uma casa de um pescador na Costa da Caparica: ”Uma casa de campo real, na cidade, e não tendo propriamente uma morada".

O projecto "A Voz do Silêncio", nome inspirado no livro de Helena Blavatsky, parte destas bandas sonoras do quotidiano, das imagens que podem ser traduzidas em som, e dos sons que se traduzem em imagens. Um ano depois da ideia, o autor voltou à tal casa do pescador, para que aquela fosse a fotografia correspondente à música “Casa no Campo' de Capicua". As fotos apresentadas são um resumo das 365 fotos correspondentes a um ano do projecto.

 

CMB

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.