Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Lançamento de DVD do Concerto de Natal | 7 de maio | 17h00 | Claustro Sul do Palácio Nacional de Mafra

image003.jpg

 

Lançamento de DVD do Concerto de Natal

7 de maio | 17h00 | Claustro Sul do Palácio Nacional de Mafra

 

No âmbito das Comemorações do Tricentenário do Lançamento da 1.ª Pedra do Real Edifício de Mafra, no dia 7 de maio, pelas 17 horas, no Claustro Sul do Palácio Nacional de Mafra, a Câmara Municipal promove o lançamento do DVD do Concerto de Natal, gravado e transmitido pela RTP2 e Antena 2, que juntou mais de 300 jovens vozes dos coros da Academia de Música de Santa Cecília ao conjunto único dos seis órgãos da Basílica do Palácio Nacional de Mafra, interpretando canções de Natal de todos os tempos e também obras em estreia absoluta, da autoria dos prestigiados compositores portugueses Eurico Carrapatoso e Carlos Garcia.

 

Neste acontecimento único, e sob a direção de António Gonçalves, foram escutados inéditos escritos para o único conjunto de seis órgãos concebidos para utilização simultânea (tocados por Rui Paiva, Flávia Almeida Castro, António Pereira, João Valério, Sara Neto e Afonso Dias) com os vários agrupamentos vocais da Academia de Música de Santa Cecília, contando ainda com a participação da soprano Joana Seara. Eurico Carrapatoso compôs Dece do Ceo (sobre um poema de Luís de Camões). Por sua vez, Carlos Garcia escreveu Caminhos de Natal (sobre melodias do ciclo natalício do Cancioneiro de Entre mar e Serra da Alta Estremadura), tendo sido ainda responsável pelos arranjos dos temas Ó Pastores, Pastorinhos, O menino está dormindoEu hei-de m’ir ao Presépio Gloria in excelsis Deo.

 

Apresentando este espetáculo, é agora lançado o DVD que inclui depoimentos escritos dos diversos intervenientes, expressando a singularidade deste momento musical.

 

O referido lançamento integra-se na estratégia de promoção musical desenvolvida pela Autarquia, que abrange não só a preservação e a valorização do património, mas também o reforço da cooperação institucional, a dinamização da oferta diversificada e, muito especialmente, o investimento na formação.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.