Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Lançamento de Rotas Turísticas de Educação para a Cidadania Global

LANÇAMENTO DO PROJETO COORDENADAS PARA A CIDADANIA GLOBAL

O projeto Coordenadas para a Cidadania Global convida-o para a apresentação à cidade de Lisboa das Rotas de Cidadania Global.

Dia 28 de Julho, Sábado, às 16h
*** INÍCIO: 16h, IMVF (Rua de São Nicolau, 105)
*** FIM: 18h, Associação Renovar a Mouraria (Beco do Rosendo, 8 e 10)

Uma oportunidade para descobrir que é é possível criar pontes entre o nosso contexto local e os desafios globais, descobrindo na cidade de Lisboa o que nos liga ao Mundo. Iremos caminhar e refletir sobre consumo responsável, interculturalidade e, em geral, sobre histórias da cidade de Lisboa, através de uma rota turística diferente. Terminará com um lanche justo e sustentável.

O PROJECTO

 “Coordenadas para a Cidadania Global – Ver, agir e Transformar” nasce de uma colaboração entre três organizações: Par – Respostas Sociais, Instituto Marquês de Valle Flôr e Associação Renovar a Mouraria, sendo financiado pelo Camões – Instituto da Cooperação e da Língua IP e contando também com o apoio do Instituto Português do Desporto e Juventude IP.

O projeto teve início Setembro de 2016 e termina em Agosto de 2018 e teve como base de trabalha desenvolver um programa de formação para organizações do terceiro sector que lhes permitisse criar rotas turísticas na cidade de Lisboa focadas nos Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável da Agenda da ONU 2030.

A par disto foi criado um portal, no qual se pode acompanhar o projeto e conhecer toda a metodologia utilizada de forma a que ele possa constituir por si só uma boa prática, replicável noutros territórios e contextos: www.coordenadas.pt

Este portal é também uma plataforma de divulgação das rotas que foram desenvolvidas e pode ser enriquecido com novas rotas identificadas no período de pós-projecto.

Foram 10 as rotas desenvolvidas por diferentes instituições:
1)        (Re)viver Lisboa, promovida pela Associação Mais Proximidade Melhor Vida e pelo operador de turismo responsável Fora da Rota;
2)        Arte Urbana Ibero-Americana, promovida pela Associação Mulheres Sem Fronteiras
3)        Cartografias Imaginárias, promovida pela Associação Histórias para Pensar
4)        Compras Justas, Vidas Dignas, promovida pelo Instituto Marques de Valle Flor
5)        Diálogo Inter-religioso, promovida pela Associação Renovar a Mouraria
6)        Lisboa Ribeirinha: Espaço de Memória da Presença Africana em Lisboa, promovida por Batoto Yetu Portugal
7)        Migrantour “Há Mundos na Mouraria”, Escolas, promovida pela Associação Renovar a Mouraria
8)        WACT Rotas, promovida pela WACT – We Are Changing Toguether
9)        Rota da Água, promovida pelo Museu da Água
10)        Um Rinoceronte e um Elefante em Belém, promovida pela Associação Histórias para Pensar

NA PRÁTICA

Demonstrar que é possível envolver cidadãos e cidadãs na transformação positiva do nosso Mundo de novas formas, através da criação e disseminação de rotas turísticas para a cidadania global.
A definição de rotas de cidadania global permite capacitar e sensibilizar guias e participantes sobre justiça social, interdependências glocais, estilos de vida sustentáveis, Direitos Humanos, equidade, igualdade, entre outros temas priorizados na promoção da cidadania global. A criação destas rotas está orientada para que os participantes possam passar do patamar de espetadores passivos, ou com pouca capacidade de intervenção nos seus territórios e comunidades, para agentes de mudança.
Este recurso pretende dar a conhecer algumas das rotas que saíram deste projeto. Estas são fruto de um processo de desenvolvimento em conjunto com diversas organizações da sociedade civil, entidades públicas e empresas de turismo. Todas partilham o mesmo desejo: mostrar o que liga Lisboa aos desafios globais atuais.

Transformar o nosso Mundo. Esta é a permissão da Nova Agenda do Desenvolvimento. Um olhar global sobre as pessoas e o planeta, em que o respeito pelos Direitos Humanos e pela Dignidade da Pessoa Humana está em harmonia com o garante da preservação dos Bens Comuns Globais. Somos a geração mais bem preparada para dar resposta aos principais desafios que nos são colocados e somos a geração que pode, através das práticas, visão e ação, garantir que os Jovens trilham caminhos que os conduzam a um mundo mais sustentável, mais justo e mais digno. O nosso Mundo.

INOVAÇÃO

Pensar o turismo e a forma como nos relacionamos com o espaço urbano de forma diferente não é fácil. Nem tão pouco podemos afirmar que o Coordenadas muda tudo.

Mas o que defendemos é que é urgente pensar e fazer diferente, dar o pontapé de saída para novas formas de educar para a cidadania global através de uma ligação ao contexto local que cada cidadão e cidadã percorre diariamente.

Quando falamos de Cidadania Global queremos salientar a importância de consciencializar os cidadãos para a necessidade de se promover uma mudança social, política e económica, como condição essencial para garantir um mundo mais justo, digno e sustentável. Um Mundo que reconhece que todas as culturas e civilizações são importantes instrumentos para o desenvolvimento sustentável e para o qual podem contribuir. Ao definirmos, como eixo central da nossa atividade, a definição de rotas de cidadania global em Lisboa, acreditamos que vamos desvendar novos olhares sobre um património comum, em que os temas da cidadania global se vão interligar com lugares e gentes com estórias.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.