Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Lançamento 'TC CORREIA/RAGAZZI Arquitectura 2005-2018' com apresentação por Eduardo Souto de Moura (10 Abril, 18h30, FAUP)

 

 

Lançamento da publicação TC CORREIA/RAGAZZI Arquitectura 2005-2018

com apresentação por Eduardo Souto de Moura

10 de Abril (Terça-feira), 18h30

Auditório Fernando Távora – FAUP

 

A sessão de lançamento da publicação 'CORREIA/RAGAZZI Arquitectura 2006-2018' editada pela revista TC Cuadernos vai decorrer no dia 10 de Abril (Terça-feira), às 18h30, no Auditório Fernando Távora, na FAUP e vai contar com apresentação do Arquitecto Eduardo Souto de Moura. A publicação reúne uma selecção de obras que o escritório, composto por Graça Correia, docente convidada na FAUP, e Roberto Ragazzi, tem vindo a desenvolver desde 2005, e pelas quais têm recebido distinções a nível nacional e internacional.

 

Como refere a revista TC Cuadernos na introdução da monografia, "la arquitectura de Graça Correia y Roberto Ragazzi cuenta con una fuerte presencia de lo material llevado a lo extremo de su depuración física y estética. En su trabajo resulta evidente el protagonismo que tiene la estrutura desde la concepción misma, pero aunque no se trabaja de manera autónoma ni se impone al resultado formal, tampoco se esconde buscando obtener ese efecto mágico de sorpresa tan contemporáneo. (...) Desde los inicios, en sus bocetos, la estrutura ni se oculta ni se impone a la forma, el mismo trazo las contiene a ambas. No hay renuncia a la gravedad, al peso, pero sin imponerse a la forma".

 

Correia/Ragazzi Arquitectos

Graça Correia nasce no Porto a 24 de Junho de 1965. Licencia-se em Arquitectura pela FAUP em 1989 e colabora com o arquitecto Eduardo Souto de Moura desde essa data até 1995. É Professora Associada e Directora do curso de Doutoramento na FCATI, ULP, Professora Auxiliar Convidada na FAUP, tendo lecionado, efectuado revisões críticas bem como conferências em diversas universidades.  Desde 2000 realiza alguns projectos em sociedade com o arquitecto Eduardo Souto de Moura, designadamente o Projecto da Escola Superior de Hotelaria em Portalegre e o Estudo para os Edifícios Históricos da Fábrica Robinson.  Foi bolseira da FCT, tendo defendido na Universidade Politécnica da Catalunha - UPC, em 2006, a Tese de Doutoramento: Ruy Jervis d’Athouguia – A Modernidade em Aberto, sob a orientação do arquitecto Hélio Piñón, com a classificação de EXCEL.LIENTE, Cum Laude. Esta tese foi finalista do VI Concurso Bienal de Tesis de Arquitectura ARQUIA atribuído bienalmente pela Fundación Caja de Arquitectos à melhor tese defendida em território espanhol.  Publica, em 2008, o livro Ruy Athouguia: A Modernidade em Aberto, em 2014, o livro Ruy Athouguia para a coleção Arquitectos Portugueses, 2ª série para o Jornal Público, e em 2015, o livro Casa Sande e Castro 1954 para a coleção ONE da editora AMAG. Publica regularmente artigos em revistas da especialidade e tem participado em vários seminários e conferências em Portugal e no estrangeiro.

 

Roberto Ragazzi nasce em Poggio Rusco, Itália em 30 de Junho de 1969. Licencia-se em Arquitectura no IUAV, Veneza, em 1997, tendo defendido a tese Città di Treviso. Un progetto per le aree: ex-scalo Motta, stadio ed ex-Foro Boario - prof. Filippo Messina (110/110).  De 1998 a 1999 trabalha no atelier de maquetismo profissional de Alvaro Negrello, no Porto, e de 2000 a 2005 trabalha como colaborador/coordenador de projecto no escritório do arquitecto Virgínio Moutinho.

 

Em 2005, criam a Correia/Ragazzi Arquitectos, onde desenvolvem projectos de natureza individual ou em parceria tendo recebido vários prémios. As suas obras têm sido premiadas, exibidas e publicadas em Portugal e um pouco por todo o mundo e os seus fundadores têm proferido conferências em inúmeras universidades a nível nacional e internacional, tendo integrado as comemorações dos oitenta anos da revista Casabella: Viaggio In Portogallo – 3 Lezioni Di Architettura* no Politécnico di Milano e na Università IUAV di Venezia.

O escritório foi reconhecido em Nova Iorque com a distinção “Europe 40 Under 40” integrando uma selecção, de entre centenas de projectos, dos quarenta talentos promissores e emergentes com mérito a nível da inovação e ênfase na exploração de novas técnicas, métodos e ideias. Foi igualmente reconhecido com a selecção newitalianblood para os 40 arquitectos promissores com menos de 40. De entre as várias premiações destaca-se ter sido finalista do Prémio Secil, ter recebido, em S. Francisco, a Medalha de Prata nos SPARKAWARD, com os Azulejos CZECH, o International Architecture Award, o prémio Best Architects 16 e ter sido duplamente vencedor do Prémio Nacional de Reabilitação Urbana em 2017.

 

*A crítica internacional levada a cabo pela revista italiana Casabella, convidou o escritório CORREIA/RAGAZZI ARQUITECTOS para as conferências de comemoração dos seus 80 anos, identificando o escritório como “i più promettenti esponenti della cultura architettonica portoghese, assurta a un ruolo di eccellenza nel panorama internazionale.” Cosa ho imparato dall’architettura, título do programa de comemorações, contou com a presença de Álvaro Siza, Tadao Ando e Eduardo Souto de Moura entre outros.

 

Entrada livre (sujeita à lotação da sala).

Programa sujeito a alterações (sem aviso prévio).

 

Organização: Correia/Ragazzi Arquitectos e TC Cuadernos com o apoio da Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto (FAUP).

 

Informações:

www.fa.up.pt