Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Latido Films adquire os direitos de distribuição mundial do filme "O Grande Circo Místico" de Cacá Diegues

O GRANDE CIRCO MÍSTICO

Latido Films adquire os direitos de distribuição mundial do filme “O Grande Circo Místico” de Cacá Diegues

 

 

A revista Variety, a mais prestigiada revista de cinema do mundo, anunciou ontem, em exclusivo, que a Latido Films, reputada vendedora internacional de filmes, adquiriu os direitos de distribuição internacional do filme O GRANDE CIRCO MÍSTICO, uma coprodução da Fado Filmes, de Luís e Gonçalo Galvão Teles.

Fundada em Madrid em 2003, a Latido Films comercializa atualmente cerca de 15 filmes por ano. Entre os títulos mais sonantes do seu catálogo contam-se “O Segredo dos Seus Olhos” de Juan José Campanella, vencedor do Óscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2010; “Violeta foi para o Céu” e “Machuca” de Andrés Wood; “Jota: Para Além do Flamengo” e “Fados”, de Carlos Saura.

Segundo o produtor Luís Galvão Teles, “O filme “FADOS” de Carlos Saura, também produzido pela Fado Filmes, é um dos filmes portugueses com maior circulação mundial graças à parceria estabelecida com a Latido.”

O GRANDE CIRCO MÍSTICO é a mais recente obra do mestre do Cinema Novo brasileiro, Cacá Diegues, que em entrevista exclusiva à Variety afirmou: “O GRANDE CIRCO MÍSTICO é a súmula de todos os filmes que realizei anteriormente (...) Acredito que os filmes devem criar uma alternativa à realidade diante de nós. É sobre isso que são os meus filmes e este acima de todos os outros”.

Antonio Saura, da Latido Films, que diz ser um incondicional espectador dos filmes de Cacá Diegues desde que começou a ver cinema pela mão de seu pai, Carlos Saura, acrescentou: "O GRANDE CIRCO MÍSTICO é não só um excelente filme de Diegues como uma obra visualmente magnificente, um filme para ver em estado de encantamento".

"Lutemos por um novo-novo cinema que dê prioridade à criatividade e à magia", acrescenta Galvão Telles.

O GRANDE CIRCO MÍSTICO foi integralmente rodado em Portugal, com o apoio do Circo Vítor Cardinali para a construção de uma aldeia e tenda de circo para as filmagens, que decorreram em Lisboa e arredores. No centro da trama estão os 100 anos de existência do Grande Circo e as cinco gerações da família que o dirigiu. Através do eterno mestre-de-cerimónias Celavi, os espectadores acompanham as aventuras, amores, desgraças e desamores da Família Kieps, do apogeu do Circo até sua decadência, culminando o filme num final surpreendente que, como a obra no seu todo, conjuga realidade e a fantasia num universo místico.

A longa-metragem adapta um célebre poema do grande poeta brasileiro Jorge de Lima ao som da banda sonora original de Chico Buarque e Edu Lobo. A dar vida e cor aos personagens está uma troupe internacional de atores em que se contam os franceses Vincent Cassel e Catherine Mouchet, os portugueses Nuno Lopes, Luísa Cruz, Albano Jerónimo e David Almeida, os brasileiros António Fagundes, Mariana Ximenes, Juliano Cazarré, Jesuíta Barbosa, Bruna Linzmeyer e Luiza Mariani e ainda o polaco Dawid Ogrodnike.

O GRANDE CIRCO MÍSTICO integra a Seleção Oficial da 71ª edição do Festival de Cinema de Cannes, a decorrer de 8 a 19 de Maio, onde terá a sua estreia mundial neste próximo sábado, dia 12 de Maio.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.