Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Leituras no Mosteiro dedicam-se a autores contemporâneos nacionais

No dia 17 de dezembro, às 21h00, no Porto

António Roma Torres, Maria Gil, Mia Tomé, Renata Portas e Rui Manuel Amaral são os convidados especiais da sessão. A entrada é gratuita

 

Dezembro é um mês de tradições e, por isso mesmo, cumprindo com o que se tem verificado nos últimos anos, as Leituras no Mosteiro voltam a dedicar a última sessão do ano a autores contemporâneos portugueses. Agendada para dia 17 de dezembro, às 21h00, a atividade realiza-se no Centro de Documentação do Teatro Nacional São João (TNSJ), localizado no Mosteiro de São Bento da Vitória, e tem entrada gratuita.

 

A sessão “pré-Natal” vai focar-se na leitura de textos de cinco autores portugueses, com diferentes backgrounds artísticos: António Roma Torres, Maria Gil, Mia Tomé, Renata Portas e Rui Manuel Amaral. As Leituras no Mosteiro têm coordenação de Paula Braga e Nuno M Cardoso e já em 2020, nos meses de janeiro e fevereiro, vão dar continuidade à exploração de textos que integram a EURODRAM, uma rede informal que promove a tradução, circulação e divulgação de textos dramáticos contemporâneos.

 

O Centro de Documentação do TNSJ foi fundado no ano 2000. O espaço integra um Arquivo, um núcleo essencial para os investigadores dos campos cénicos e para a preservação de documentos como registos vídeos de espetáculos, textos de teatro, dossiês fotográficos ou materiais promocionais das peças do TNSJ. Localizado no Mosteiro de São Bento da Vitória, contempla ainda uma Biblioteca considerada a melhor em Portugal no que toca às artes performativas. Disponibiliza gratuitamente a consulta de cinco mil livros, além de compilar vídeos, filmes e documentários sobre teatro e dança, óperas dirigidas por encenadores relevante, e ficheiros de teatro radiofónico. O Centro de Documentação está aberto ao público de segunda a sexta-feira, entre as 14h30 e as 18h00.

O Teatro Nacional São João (TNSJ) é, desde 2007, uma Entidade Pública Empresarial, assumindo ainda a responsabilidade da gestão de mais dois espaços culturais da cidade do Porto: Teatro Carlos Alberto e Mosteiro São Bento da Vitória. O TNSJ é o único membro português na União dos Teatros da Europa (UTE), organização que congrega alguns dos mais importantes teatros públicos do espaço europeu, integrando o Conselho de Administração da entidade.