Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Leituras no Mosteiro exploram textos dramáticos contemporâneos

Arranque agendado para amanhã, terça-feira

TNSJ_Leituras no Mosteiro ©Susana Neves.jpg.png

 

De entrada gratuita, as sessões do próximo semestre vão integrar textos de uma vasta seleção promovida pelo Comité Português da EURODRAM

 

O trabalho desenvolvido pela EURODRAM – uma rede informal que promove a tradução, circulação e divulgação de textos dramáticos contemporâneos – vai estar em destaque nas sessões das Leituras no Mosteiro dos próximos seis meses. Agendadas para todas as terceiras terças-feiras do mês, e com entrada gratuita, as sessões da nova temporada vão integrar textos de uma seleção mais vasta da rede, promovida pelo Comité Português da EURODRAM. Com coordenação de Nuno M Cardoso e Paula Braga, as Leituras no Mosteiro decorrem às 21h00, no Centro de Documentação do Teatro Nacional São João (TNSJ), localizado no Mosteiro de São Bento da Vitória.

 

Agendada já para amanhã, dia 17 de setembro, a primeira sessão da temporada vai focar-se nos textos Objetivamente, Um Diálogo Monológico ou Um Monólogo Dialógico, do grego Dimítris Dimitriádis, e Quero Um País, da autoria de Andreas Flourakis. Para acompanhar as leituras destes dois textos dramáticos, são convidados Maria João Vicente, da EURODRAM, e José António Costa Ideias, professor universitário, doutorado em Estudos Portugueses/Estudos Comparatistas, pela Universidade Nova de Lisboa.

 

O Centro de Documentação do TNSJ foi fundado no ano 2000. O espaço integra um Arquivo, um núcleo essencial para os investigadores dos campos cénicos e para a preservação de documentos como registos vídeos de espetáculos, textos de teatro, dossiês fotográficos ou materiais promocionais das peças do TNSJ. Localizado no Mosteiro de São Bento da Vitória, contempla ainda uma Biblioteca considerada a melhor em Portugal no que toca às artes performativas. Disponibiliza gratuitamente a consulta de cinco mil livros, além de compilar vídeos, filmes e documentários sobre teatro e dança, óperas dirigidas por encenadores relevante, e ficheiros de teatro radiofónico. O Centro de Documentação está aberto ao público de segunda a sexta-feira, entre as 14h30 e as 18h00.