Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

LeV-Literaura em Viagem

 

As cidades dos romances no centro da 12ª edição do festival Literatura em Viagem

 

 

Biblioteca Municipal Florbela Espanca acolhe, de 11 a 13 de maio, a nova incursão de Matosinhos pelo património literário mundial. Conferência inaugural estará a cargo de Pedro Abrunhosa.

 

 

Jerusalém, Paris, Nova Iorque, Rio de Janeiro e Matosinhos. São cinco as cidades que vão centrar as atenções da 12ª edição do festival Literatura em Viagem, que, de 11 a 13 de maio, volta a reunir na Biblioteca Municipal Florbela Espanca um conjunto notável de escritores, artistas e visões sobre os aglomerados urbanos que se confundem com a própria história dos povos e das ideias que os movem.

 

A sessão inaugural do festival, agendada para as 21h30 de sexta-feira, ocorrerá no  Salão Nobre da Câmara Municipal de Matosinhos e terá como convidado o músico e compositor Pedro Abrunhosa, autor de um dos mais inovadores trabalhos musicais portugueses das últimas décadas: o álbum “Viagens”, de 1994.

 

Até lá, o LeVzinho vai levar os escritores Olinda Beja (São Tomé e Príncipe), Patrícia Müller e Richard Zimler a várias escolas do concelho, estando já abertas as portas para dois outros géneros de viagem proporcionados pelo LeV de 2018. A Biblioteca Municipal Florbela Espanca acolhe a digressão pelas memórias e raízes da pintora Maria Beatitude, enquanto a Galeria Municipal de Matosinhos mostra os leitores que, desde 2011, Sandra Barão Nobre fotografou nas suas múltiplas andanças pelo mundo.

 

De regresso ao “romance das cidades”, temas desta edição do LeV, as conversas arrancam às 15 horas de sábado, com o historiador Joel Cleto a guiar a visita pelo património imaterial de Matosinhos. Adriana Calcanhotto e Alexandra Lucas Coelho levarão depois o público até às contradições da cidade maravilhosa do Rio de Janeiro, cabendo a Isabel Lucas e João Tordo traçar o caminho até Nova Iorque, a cidade que nunca dorme. Já no domingo, Enric González e Tânia Ganho flanarão por Paris, enquanto o Sheikh David Munir e os escritores Miguel Miranda e Paulo Moura conduzirão a incursão por Jerusalém e pelos seus infindáveis conflitos.

 

A 12ª edição do LeV terá ainda tempo para um debate sobre a natureza e o apelo das cidades literárias, no qual participarão Francisco José Viegas e o escritor islandês Sjón, mas também para uma entrevista de vida ao inglês Jonathan Coe, vencedor do prémio Médicis e jurado do Man Booker Prize, um dos mais prestigiados do planeta.

 

A manhã de domingo será dedicada a uma Oficina de Escrita Criativa orientada pela escritora Filipa Melo, que acontecerá também na Biblioteca Municipal Florbela Espanca.