Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

LISBOA RECEBE NOVO POLO PARA INDÚSTRIAS CRIATIVAS

LACS.jpg

 

Lisbon Art Center & Studios é o nome da mais recente comunidade criativa da capital, que terá o Rock in Rio como dinamizador. O projeto conta com um investimento de três milhões de euros para a reabilitação do edifício inserido no Porto de Lisboa.

Localizado no Cais da Rocha de Conde de Óbidos, o edifício vai ter espaços de trabalho, studios, ateliers, uma escola, restaurante, live music bar, galeria de arte e design, bookstore & café e um rooftop lounge.

As portas deste cluster abrem em outubro e os criadores, empreendedores e empresas vão poder submeter as suas candidaturas de membership a partir de 2 de maio.

 

Lisboa vai receber um novo polo dedicado às indústrias criativas, um espaço para empreendedores e projetos de diferentes áreas de negócio, que partilham da mesma visão. Chama-se Lisbon Art Center & Studios e apresenta-se como uma comunidade de criadores capaz de estimular a criatividade, fomentar o networking, promover sinergias e impulsionar a criação de novos projetos.

O LACS nasce de uma vontade de mudar a forma de trabalhar, e a forma como os profissionais encaram o trabalho e tudo aquilo que o rodeia”, refere Gustavo Brito, um dos responsáveis pelo projeto. “Queremos oferecer um ambiente de trabalho diferenciador. Isto é, um ambiente capaz de estimular, só por si, a criatividade, o networking e, nessa sequência, a criação de novos projetos.”

Com esta missão em mente, o Lisbon Art Center & Studios é muito mais que um espaço de trabalho - é uma comunidade agregadora de talento que disponibiliza um vasto conjunto de serviços e ofertas, passando pelas áreas do ensino, gastronomia, entretenimento e lazer. Num edifício de cinco pisos e 5.000m2, com vista privilegiada sobre o Tejo, haverá um restaurante, uma cafetaria e bookstore, um live music bar, studios, uma galeria de arte e design, um rooftop lounge e, ainda, uma escola. Espaços comuns que poderão ser frequentados, não só, pelos membros do LACS como, também, pelo público.

O ambiente de trabalho que o LACS proporciona, incluindo o próprio design, arquitetura e infraestruturas, é pensado para favorecer o processo criativo e o networking. Focámo-nos em criar um espaço capaz de entregar inovadoras formas de trabalhar, assentes essencialmente na partilha, na colaboração e na convivência comum”, afirma Gustavo Brito.      

Na área dedicada aos studios, com capacidade para acolher mais de 500 empreendedores, o LACS procura integrar criativos e empresas contando, para isso, com uma rigorosa curadoria, que os seus promotores explicam como sendo “a melhor estratégia para garantir a diversidade dos projetos e assegurar que apenas profissionais ligados às indústrias criativas terão o LACS como morada”.

 

Rock in Rio vai dinamizar o Lisbon Art Center & Studios

Conhecido como o maior evento de música e entretenimento do mundo, o Rock in Rio já provou ser um importante dinamizador no mercado. Ao longo de três décadas, o projeto sonhado por Roberto Medina já inspirou, formou e incentivou milhares de profissionais e empresas e é, hoje, uma marca global. Agora, o Rock in Rio vai dinamizar uma comunidade criativa, atuando como plataforma de inspiração, informação e interação entre os profissionais que integrarem o LACS.

São mais de 30 anos de história que mostram como o Rock in Rio é capaz de criar tendências e apresentar novos talentos e práticas”, refere Agatha Arêas, Diretora de Marketing do Rock in Rio. “Todo este know-how é, não só, reconhecido como solicitado pelo mercado, que nos procura para vários projetos de mentoring, em diferentes áreas de atuação. Agora, através da parceria com o LACS, vamos poder reforçar o nosso propósito - de criar e empreender por um mundo melhor -, fomentando novas ideias, o networking e novos negócios, entre aqueles que fizerem parte desta rede de inovação”.

O Lisbon Art Center & Studios passará a ser o espaço de trabalho do Rock in Rio. Aqui, a equipa do maior evento de música e entretenimento terá como missão dinamizar o conceito “communitivity” que, segundo Agatha Arêas, é a âncora do LACS e “deriva da combinação dos seus três eixos estratégicos - “community”, “communication” e “creativity”.

O Lisbon Art Center & Studios abre as suas portas no próximo mês de outubro, e os interessados num lugar nesta comunidade poderão fazê-lo a partir do próximo dia 2 de maio em www.lacs.pt.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.