Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Livro Ramiro- Cervejaria lançado no El Corte Inglés de Lisboa

Cervejaria_Ramiro CAPA.jpg

 

 

Amanhã, dia 28 de Fevereiro, às 18.30 horas, o livro ‘Ramiro-Cervejaria’, de Alexandra Prado Coelho e fotografia de Paulo Barata, será apresentado por Nuno Pinto de Magalhães, no Âmbito Cultural do El Corte Inglés de Lisboa, no Piso 6.

 

Sinopse

Fundada em 7 de abril de 1956, a Cervejaria Ramiro é hoje um ícone da cidade de Lisboa e, sem dúvida, uma referência mundial da restauração, para a qual contribuíram, e continuam a contribuir, milhares de pessoas que ali vão deliciar-se com as famosas gambas a la guillo, entre muitos outros tesouros, que o Ramiro serve sem concessões e com a qualidade e a consistência de anos e anos de trabalho.

Este livro é a celebração dos mais de 60 anos de existência da casa e uma homenagem ao seu fundador, o visionário Sr. Ramiro, que ousou introduzir na cidade um conceito único e inovador. Mas também é uma homenagem a todos os que fizeram e ainda fazem parte deste caminho.

Em quatro capítulos cativantes, Alexandra Prado Coelho e Paulo Barata levam-nos numa viagem à história e às memórias dos seus protagonistas, desvendam os “segredos”, partilham a azáfama, o fascínio, a alma da mítica Cervejaria Ramiro.

Uma viagem empolgante e apaixonada, contada pela família, equipa, amigos, fornecedores e parceiros de negócios. Mas também as muitas viagens que os autores fizeram à origem de tudo o que chega à mesa: as ostras da Ilha dos Puxadoiros, em Aveiro, os percebes das Berlengas, em Peniche, as sapateiras e as lagostas do Guincho, as amêijoas da Ria Formosa, o presunto de Jabugo, Espanha…

 

A viagem única à cozinha vertiginosa e aos bastidores deste pequeno gigante, pela lente de Paulo Barata e que resultou num registo fotográfico inédito, que compõe a última parte do livro.

Com a chancela da Plátano Editora e coordenação de Pedro Gonçalves e Paulo Barata, este livro leva-nos ao universo de um dos restaurantes mais fascinantes do mundo.

 

Textos

Alexandra Prado Coelho

Trabalha como jornalista no Público desde a fundação deste diário, em 1990, primeiro na secção internacional, mais tarde na de Cultura. Nos últimos anos, especializou-se em temas ligados à gastronomia e alimentação, desde a produção de alimentos, questões de saúde e política alimentar, indústria e restaurantes.

 

Fotografia

Paulo Barata

Formado em fotografia pela Escola Superior Artística do Porto. Iniciou a sua carreira profissional como fotógrafo de concertos, cinema, teatro e televisão. Depois, como fotojornalista, ingressou na revista de viagens Volta ao Mundo, onde trabalhou como freelancer durante cindo anos, bem como noutras publicações nacionais e internacionais de referência. A gastronomia surgiu como um caso, mas foi uma paixão que se intensificou ao longo do tempo. Para além de fotógrafo, é co-criador e director do festival de gastronomia Sangue na Guelra.

A apresentação do livro estará a cargo de Nuno Pinto de Magalhães.

1 comentário

Comentar post