Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Luísa Abreu artista convidada das 'Variations portugaises' em França

No Centro de Arte Contemporânea de Meymac

 

Luísa Abreu é uma das artistas convidadas
das Variations portugaises em França

 

Integrada no “Festival Les Printemps de Haute-Corrèze”, este ano dedicado a Portugal, a exposição conta ainda com nomes como

José Pedro Croft, Pedro Cabrita Reis ou Joana Vasconcelos

 

Obra de Luisa Abreu.jpg

 

A artista portuguesa Luísa Abreu, representada pela Galeria SALA 117, foi convidada a participar na exposição ‘Variations portugaises’, que inaugura no próximo dia 18 de março em Meymac, França, integrada no Festival Les Printemps de Haute-Corrèze, que este ano se debruça sobre Portugal. A escolha deste tema reflecte a importância da comunidade portuguesa nesta região francesa.

A exposição, que estará patente até 17 de Junho no Centro de Arte Contemporânea de Meymac, parte de uma selecção de vários autores com linguagens artísticas díspares e visa demonstrar, pela sua heterogeneidade, a forte dinâmica das artes plásticas portuguesas. Organizada com a colaboração da Embaixada de Portugal em França, a exposição Variations Portugaises conta com 65 artistas portugueses, entre os quais se incluem, para além de Luísa Abreu, nomes como Fernanda Fragateiro, Miguel Palma, Francisco Tropa, Pedro Cabrita Reis ou Joana Vasconcelos.

Esta é, assim, uma oportunidade única para o público gaulês conhecer de perto diferentes facetas da cultura artística portuguesa, num espaço de referência em França. O Centro de Arte Contemporânea foi fundado em 1979 por Caroline Bissière e Jean-Paul Blanchet, sob a premissa de que a cultura contemporânea devia estar também presente no contexto rural. Por isso, o centro encontra-se numa parte da abadia românica de Saint-André, no centro de Meymac e tem como missão principal a promoção e difusão da criação artística contemporânea, a partir de exposições temporárias. Luísa Abreu leva a este contexto os trabalhos “O um e o outro” e “Peso de um monte de areia”.

Sobre Luísa Abreu

 

Sobre a Galeria SALA 117

A galeria SALA 117 é um projeto que visa trazer ao diálogo perspectivas plurais sobre as práticas artísticas contemporâneas, ao cruzar as linguagens e percepções estético-artísticas presentes nas obras de artistas consagrados e no trabalho de jovens artistas. A galeria procura redimensionar a experiência estética a partir da procura de novas dinâmicas expositivas. Nesse sentido, o espaço no nº 200 da Rua Damião de Góis, no Porto, responde à missão de desenvolver um ambiente alternativo ao movimento artístico dominante que agita a cidade, criando um novo ponto de encontro entre artistas, arte e público.

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.