Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Madrepaz regressa com novo disco de música clássica

Madrepaz regressa com novo disco de música clássica

Pianoramix já disponível nas plataformas digitais

descarregar (35).jpg

 

Depois dos discos Panoramix (2017)Bonanza (2018), os singles Mundo a Mudar (Festival da Canção 2019), o polémico Costas Quentes (2020) e o destaque merecido nas principais rádios e festivais nacionais, Madrepaz assinala agora o seu regresso em 2021 com o disco de música clássica Pianoramix. O novo álbum de versões ao piano de Panoramix, serve para matar saudades, adormecer crianças, e ser ouvido como interlúdio das novas histórias por contar.
 
 
 
Capa por Leonor Fonseca, assistida por Inês Silvestre
 
“Quando o Pedro da Rosa me desafiou a gravar versões ao piano das canções do primeiro álbum dos Madrepaz, não havia nenhum plano para editar um disco, nem sequer de as disponibilizar ao público. O propósito destas singelas gravações era simplesmente o de adormecer bebés (na verdade um bebé em particular, uma vez que o Pedro tinha acabado de ser tio). Nesta altura tínhamos acabado de lançar o nosso primeiro disco, Panoramix, pelo que todas estas canções são dele provenientes.

O tempo passou, seguimos nas nossas aventuras, outro disco e outras crianças nasceram. Estas gravações ficaram esquecidas na gaveta. No final do processo (e uma vez mais por brincadeira), surgiu um pequeno medley das mesmas músicas, orquestradas com instrumentos virtuais tocados com um teclado MIDI, que decidimos também incluir nesta edição e a que chamámos Panorasuite.


Pianoramix é, pois, um disco muito sincero e despreocupado, uma vez que nunca teve outro propósito que não o de consumo interno pelos membros da banda e alguns familiares próximos. Foi gravado de um fôlego só, de improviso e sem preparação.

Confesso que me senti até um pouco reticente quando nos propusemos a disponibilizar estas gravações tão caseiras ao público. Afinal os arranjos não foram trabalhados e a própria execução está longe de ser perfeita. No entanto, re-ouvindo estes ficheiros antigos, perdidos no fundo do computador, acabei por me render à ideia.

Estas versões relembraram-me memórias de um período da nossa história, mas também porque este caráter cru, despido e espontâneo representa uma faceta tão natural aos Madrepaz, que talvez não tenha sido muito representado na nossa discografia, sempre mais ponderada e devidamente aprimorada. 

 
Apresentamo-vos, pois, Pianoramix, o Panoramix ao piano. Um disco que nunca se propôs a sê-lo e que esteve quase para não ver a luz do dia.”

João Barreiros (Madrepaz), Novembro 2021
 
Madrepaz é a biografia cantada de quatro amigos: Nuno Canina, Pedro da Rosa, Ricardo Amaral e João Barreiros.

Reconhecidos por uma liberdade musical que rompe com preconceitos de estilo, os quatro amigos fazem de Madrepaz uma fusão sónica vibrante, enredada num lirismo pop, ora influenciado pela franqueza com que aborda os sentimentos, ora pela honestidade com que fala do mundo.

Com uma iconografia forte, inspirada na natureza, Madrepaz usa a marcada libelinha para conciliar magia e realismo.