Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Mário de Oliveira revela dupla faceta de pintor e compositor

 

Mário de Oliveira revela dupla faceta de pintor e compositor

 

O artista plástico e compositor Mário de Oliveira inaugurou a exposição de pintura “Lugares”, no dia 5 de fevereiro, às 19 horas, na livraria “Ler Devagar” do LX Factory, em Lisboa. A exposição, patente até ao dia 20 de fevereiro, integra os seus trabalhos mais recentes de desenho e pintura a óleo.

No mesmo dia às 22 horas o artista dá um concerto de piano no espaço multiusos da livraria, oferecendo um reportório de sua autoria, marcado por um estilo misto entre jazz e música contemporânea. Durante o concerto serão tocados, entre outros, temas do seu álbum mais recente, “Sesimbra”, editado em 2015.

Para Mário de Oliveira “ A oportunidade que o LX Factory me deu de partilhar com o público duas das maiores paixões da minha vida é um momento alto da minha carreira e da minha realização pessoal. A música e a pintura estão no meu ADN desde que nasci e é muito importante poder associá-las num evento único.”

Mário de Oliveira é reconhecido não só pelo seu inegável talento artístico mas também pela forma como o meio ambiente e as diferentes fases da sua vida influenciam as suas obras.

Sobre Mário de Oliveira:

Mário de Oliveira nasce em Lisboa a 27 de dezembro de 1954 no seio de uma família originária de Gondomar, com tradição na área da ourivesaria e da música. Vive rodeado de pessoas que contribuíram para o desenvolvimento da sua sensibilidade artística, abrindo-lhe os horizontes a todos os géneros musicais, do clássico ao jazz. Durante a infância frequenta, entre outros, a Escola Alemã de Lisboa, a Academia dos Amadores de Música e, mais tarde, o Conservatório Nacional, onde foi aluno do aclamado professor de piano Emílio Lopes.

Durante a adolescência integra pequenas bandas de música, com colegas e amigos, e é convidado a participar em vários concertos, a solo e em grupo, no “Hot Club”. Ao longo dos anos foi também pianista residente em vários hotéis, designadamente no “Meridien” e no “Holiday Inn”, em Lisboa, e no “Hotel do Mar”, em Sesimbra.

Em 2010 edita o seu primeiro álbum intitulado “Lendas” e, em novembro de 2015, o álbum “Sesimbra”.

Complementarmente à música desenvolve o gosto pela pintura e pelo desenho livre, para os quais revela talento e rasgo. Os seus trabalhos obedecem a uma linha marcadamente figurativa, com um traço arrojado e tons fortes. Tem sido convidado a expor em diversas galerias, entre as quais Corrente de Arte, Fábrica do Braço de Prata, Crédito Agrícola e Lx Factory, todas em Lisboa, e Hotel do Mar, em Sesimbra