Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

MEO OUT JAZZ 2014 TERMINA MAIS UMA ANO CHEIO DE SUCESSO

MEO OUT JAZZ 2014 TERMINA MAIS UM ANO CHEIO DE SUCESSO 

 

“O evento mais refrescante da cidade, anuncia data extra e ganha mais tempo de vida"

 

O evento mais refrescante do país transformou ainda mais os espaços públicos, crescendo para além dos jardins e dando nova vida a recantos onde não se imaginava caber música, o MEO OUT JAZZ nesta última edição, prometeu e cumpriu - encheu a cidade de memórias musicais e dias felizes. 

 

No início do primeiro mês do evento, foi feito um apelo pelo produtor e mentor do projeto; José Filipe Rebelo Pinto pela falta de civismo de alguns membros do público em relação ao lixo, ás beatas e ao “botellon”. Foi pedido para estimarem os locais que acolhem o festival, seja através de coisas tão simples como colocar o lixo no lixo, como preservando o ambiente e o património, não deitando as beatas no chão e não trazer o botellon para dentro do recinto. No fundo, respeitar cada pedaço de Lisboa que também nos pertence.

Esse mesmo apelo, gerou mais de 7.000 partilhas nas redes sociais e muitas noticias  em capas de jornais.

 

Para esse efeito, o Meo Out Jazz juntamente com a marca de cigarros e shishas electrónicos One Lite procederam à activação TrashOut, onde todos os domingos, foram distribuídos cinzeiros nos espaços onde decorreram os concertos.

Cada cinzeiro entregue dava mais dez segundos de vida ao Meo Outjazz e o tempo acumulado resultará num mega-evento Meo Outjazz, exclusivo para membros Trashout”. Para fazer parte deste evento bastava devolverem o cinzeiro no final dos eventos, no Coração Gigante One Lite, aguardando um convite para o email.

 

O resultado até ao penúltimo fim de semana, foram mais 3 horas de vida para o Meo Out Jazz. "Acreditamos que este apelo e esta ativação veio ajudar à tomada de consciência por parte do público. Não se compara ao lixo inicial e ás beatas no chão. Acho que sem querermos ser pretensiosos, estamos há já alguns anos a mudar um pouco a mentalidade dos Lisboetas; primeiro foram os jardins – os espaços verdes ganharam vida, maior parte dos alfacinhas não conhecia os jardins da nossa cidade e a cultura de “estar” no jardim, depois todos os espaços emblemáticos onde temos passado nos últimos 3 anos com as sextas-feiras (como miradouros desconhecidos, jardins escondidos e ruelas nunca antes faladas) e por fim; o civismo – que aos poucos tem ganho expressão e a mentalidade das pessoas também têm vindo a mudar – explica; José Filipe Rebelo Pinto.

 

A festa TrashOut Meo Out Jazz sera no dia 5 de Outubro ás 17H no Jardim da Tapada das Necessidades.

 

O Meo Out Jazz continua a crescer graças a todos que fizeram parte desta ideia e a transformaram em muito mais – em memórias felizes recheadas de música, amigos, sorrisos e uma energia contagiante.

 

Line Up

ENCERRAMENTO MEO OUT JAZZ 2014

* Sexta (26 de Setembro / 18H) - Jardim do Miradouro de São Pedro de Alcântara / Francisco Sales + DJ Mary B

* Sábado (27 de Setembro / 17H) - Praça do Martim Moniz - Mão na massa

* Domingo (28 de Setembro / 17H) - Parque Tejo - "Maloca" - Mo Francesco Quintentto + DJ Vitória Régia

 

Data Extra JARDIM DA TAPADA DAS NECESSIDADES

Domingo (5 de Outubro / 17H)

Banda + DJ (a anunciar)

MIGUEL MARTINS TRIO + DJ TWOFOLD

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.