Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

METRO DE LISBOA ASSINALA 71.º ANIVERSÁRIO DA SUA FUNDAÇÃO

 

O Metropolitano de Lisboa assinala, no dia 26 de janeiro de 2018, o 71.º aniversário da sua fundação com iniciativas destinadas aos seus colaboradores, aos seus clientes e ao público em geral.

No âmbito destas comemorações, o Metropolitano de Lisboa realizará uma homenagem aos trabalhadores que, em 2018, perfizeram 10, 20, 30 e 40 anos ao serviço da empresa, testemunhando o reconhecimento pelo desempenho das suas funções, numa iniciativa que será presidida pelo Secretário de Estado Adjunto e da Mobilidade, José Mendes.

O Metropolitano de Lisboa, no âmbito destas comemorações, proporcionará, também, ações de animação nas suas estações aos seus clientes.

Assim, quem passar, no dia 26 de janeiro, pelas estações São Sebastião, Cais do Sodré e Alto dos Moinhos, poderá assistir a concertos de música e usufruir de momentos únicos de descontração e lazer.

Este programa de concertos conta com o apoio do Museu Nacional da Música e com a colaboração de alguns grupos musicais que, habitualmente, marcam presença em ações desenvolvidas pelo Metropolitano de Lisboa.

O Metropolitano de Lisboa convida, assim, todos os clientes a participarem nestas iniciativas, no dia 26 de janeiro, assistindo aos seguintes concertos:

 

  • Estação São Sebastião |16h00 - T’ÚNICA - Universidade Intergeracional do Concelho de Almada
  • Estação Cais do Sodré |16h00 - Coro da Casa de Pessoal do IEFP,I.P.

|18h00 - Banda de Música dos Empregados da Carris

  • Estação Alto dos Moinhos |16h30 - Museu Nacional da Música - Alunos da Casa Pia de Lisboa

 

Serão, igualmente, distribuídas ofertas aos clientes que assistam aos concertos.

 

*********

Breve História do Metropolitano de Lisboa:

A 26 de janeiro de 1948 foram aprovados pelo Governo os Estatutos de uma sociedade anónima de responsabilidade limitada, denominada “Metropolitano de Lisboa, S.A.R.L” com sede em Lisboa, que tinha como objetivo o estudo técnico e económico, em regime de exclusivo, de um sistema de transportes coletivos fundado no aproveitamento do subsolo da cidade.

Após constituição da sociedade, a concessão para a instalação e exploração do respetivo Serviço Público veio a ser outorgada a 1 de julho de 1949. Os trabalhos de construção iniciaram-se no primeiro dia do mês de agosto de 1955 e, quatro anos depois, no dia 29 de dezembro de 1959, assistiu-se à inauguração oficial deste novo sistema de transporte. A rede do Metro tinha uma configuração em Y, então, com 6,5 kms e 11 estações com términos em Sete Rios (estação hoje denominada Jardim Zoológico) e Entre Campos que convergiam na Rotunda num troço comum até aos Restauradores.

No dia 30 de Dezembro Lisboa pôde, então, experimentar o seu metropolitano, cerca de 100 anos depois de Londres e Nova Iorque e 60 após Berlim e Paris, mas, ainda, antes de muitas outras cidades do mundo. À semelhança de hoje, o Metropolitano era o meio de transporte mais rápido de passageiros e o corolário dos transportes públicos da cidade de Lisboa.

Atualmente, o Metropolitano de Lisboa, dispõe de uma rede composta por 4 linhas independentes, com 44,2 Km de rede e 56 estações, 6 estações de correspondência entre linhas, 21 estações de interface entre outros operadores públicos e privados de transporte, 36 estações com acesso pleno a pessoas com mobilidade reduzida, através de elevadores, escadas e/ou tapetes mecânicos. Opera nas cidades de Lisboa, Amadora e Odivelas e servindo cerca de 161,5 milhões de passageiros por ano.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.