Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Miguel Gizzas apresenta o primeiro romance musical em concerto : A história projectada no palco e na tela. Primeiras datas confirmadas.

a02be496-3010-48e2-ba0a-2024c2a89ccc.jpg

 

Uma experiência vivida em vários canais.
Assim como a banda sonora de um filme nos transporta para o sentimento que a história pretende narrar; assim como num musical a história é colorida pela música; nos seus Romances Musicais Miguel Gizzas pretende colorir os sentimentos que transmite não apenas com a escrita, mas também com as músicas que acompanham cada capítulo.
Escrito, composto e interpretado pelo mesmo autor.
Leia a história e ouça a música no próprio livro.
 
O ROMANCE MUSICAL
Depois de 14 anos como músico profissional, Miguel Gizzas explorou uma antiga paixão, a literatura. Desse amor nasceu uma obra única, “Até que o mar acalme”, o primeiro romance musical do mundo.
Dois anos depois, um novo romance musical dá sequência à obra diferenciadora do artista. “O dia em que o mar voltou” conta a história da destruição de Lisboa, à mercê de um terremoto e maremoto de proporções gigantescas.
Uma história de amor, da transformação dos homens em heróis quando o momento os chama.


Miguel Gizzas apresenta o primeiro romance musical em concerto : A história projectada no palco e na tela.Miguel Gizzas apresenta o primeiro romance musical em concerto : A história projectada no palco e na tela. Primeiras datas confirmadas.
Vai iniciar no próximo ano uma digressão pelo país neste novo formato de espectáculo, que conta com a participação de vozes de
luxo entre elas: Ricardo Carriço, João Didlet, Sofia Nicholson e Luis Filipe Borges entre muitos outros.
 
 
 

SINOPSE do livro que serve de base ao cine-concerto:

 Sexta-feira, 13 de dezembro de 2024. Lisboa é de novo sacudida por um intenso abalo sísmico, seguido de um maremoto. Este livro é o relato da destruição brutal da cidade, e mostra como Lisboa continua a ser presa fácil de uma ameaça sempre presente. Uma história de devastação, sofrimento e choque. Uma história de homens como nós, com sentimentos e ambições, tornados gigantes ou anões pela força das circunstâncias.

 

 

Digressão 2019 

15 Jan -Teatro José Lúcio da Silva (Leiria)
01 Fev -Teatro Armando Cortês (Lisboa)
16 Fev -Teatro Cine (Gouveia)
07 Mar -Teatro Garcia de Rezende (Évora)
30 Mar - Local por confirmar (Lousã)
06 Abr - Cine-Teatro Avenida (Castelo Branco)
10 Mai - Auditório Municipal (Albufeira)
11 Mai                 Por confirmar
18 Mai                 Por confirmar
25 Mai - Fórum (Maia)
08 Jun - Centro de Artes do Espetáculo (Portalegre)
15 Jun - Teatro Municipal (Guarda)
19 Out - Centro Cultural (Tábua)
09 Nov - Casa das Artes (Felgueiras)