Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Mísia canta Nápoles de Elena Ferrante e Spaghetti Fusion Project interpretam bandas sonoras intemporais

b3c3a15a-5d17-4da4-ad48-384845658b0e.png

 

 

Napoli Sentimental de Mísia (9 abril) e Spaghetti Fusion Project (8 de abril) no Cinema São Jorge
 

- Mísia canta Nápoles de Elena Ferrante em concerto inédito

- Bandas sonoras intemporais pelos Spaghetti Fusion Project

A Festa do Cinema Italiano apresenta dois momentos musicais nos dias 8 e 9 de abril, no Cinema São Jorge.

No domingo, 9 de abril, Mísia apresenta um espetáculo inédito e original criado especialmente para a 10ª Festa do Cinema Italiano, no âmbito do Focus Napolitana, secção do festival que destaca esta cidade do sul de Itália.

O concerto Napoli Sentimental tem como base o trabalho que Mísia tem desenvolvido ao longo dos últimos anos sobre a tradição musical napolitana, estabelecendo um diálogo artístico original com a música portuguesa.

A cantora – que comemora, em 2017, 25 anos de carreira - será acompanhada pelo pianista napolitano Fabrizio Romano e pelas atrizes Carmen Santos, Joana Brandão, Lara Matos e Io Apolloni, que irão ler textos da também napolitana Elena Ferrante, fenómeno da literatura mundial e autora da conhecida trilogia A Amiga Genial, entre outros.


Bandas sonoras intemporais

No dia anterior, sábado, 8 de abril, a 10ª Festa do Cinema Italino propõe uma viagem pelas bandas sonoras e imagens de clássicos do cinema italiano, com um concerto de Spaghetti Fusion Project.

A par com a ópera, a música composta para filmes é, com certeza, o género musical italiano mais conhecido no mundo. Isso deve-se a compositores como Ennio Morricone (vencedor de um Óscar e Globo de Ouro em 2016) e Nino Rota (autor das bandas sonoras dos filmes de Fellini, Visconti, Coppola e Zeffirelli), entre outros.

A música tem um papel cada vez mais preponderante tanto no cinema como nas nossas vidas. Cada um de nós tem a sua própria banda sonora, aquela música que nos acompanhou em determinadas alturas e que a elas ficou ligada como um perfume.

O Spaghetti Fusion Project surge da vontade de viajar neste universo sonoro que, numa montanha russa de emoções, nos leva dos anos 50 à atualidade. Assim, das atmosferas sinistras de Profondo Rosso, evocadas nos anos 70 pela música progressiva dos Goblin, viajamos até aos anos 60 com os Spaghetti Westerns de Sergio Leone, magistralmente acompanhados pelas partituras de Ennio Morricone. A viagem continua até aos anos 50, pelas tintas cruas do Neorrealismo de Fellini e as composições de Nino Rota em La Strada. Fazemos uma paragem para sentir o peso do drama de Il Padrino e logo de seguida chegamos aos nossos dias, com os hologramas sonoros de Ludovico Einaudi, autor das bandas sonoras de filmes consagrados como Untouchables e Mommy.

Fundado por Ercole De Conca e Diana Tzonkova, ambos membros do Duo Contrasti e da Orquestra Metropolitana de Lisboa, o Spaghetti Fusion Project é um projeto dedicado exclusivamente às obras dos maiores compositores de bandas sonoras. Contando, por vezes, com a participação de músicos convidados, este projeto tem vindo a ganhar cada vez mais popularidade, garantido a sua presença em festivais de cinema nacionais e estrangeiros.


Alinhamento Spaghetti Fusion Project:
E. Morricone
Cinema Paradiso, C'era una volta in America, C'era una volta il West, Per qualche Dollaro in più, Gabriel's Oboe, Per un pugno di Dollari Suite, Square dance, Senza pietà, Trumpet theme, Per un pugno di Dollari main theme, Giù la testa, Il Buono, il Brutto e il Cattivo - L'estasi dell'oro, The hateful eight - Regan's theme.
L. Einaudi
This is England - Fuori dal Mondo, Mommy – Experience, Fly - Untouchables
Goblin/Gaslini
Profondo Rosso
N. Rota
Il Padrino, Love theme from Romeo and Juliet, La Strada, Otto e mezzo


 

Os bilhetes para cada concerto custam 5€ e podem ser comprados, desde já, na rede Ticketline e no Cinema São Jorge, a partir de 31 de março.