Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Missão IPHAN Brasil-Portugal, de 15 a 21 de março

image002.jpg

 

 

Visita objetiva conhecer as Boas Práticas nacionais

Uma delegação do IPHAN, Instituto do Património Histórico e Artístico Nacional do Brasil, estará em Portugal, de 15 a 21 de março.

A Missão Portugal ’2017 tem por objetivo o “aprofundamento do conhecimento de casos portugueses que se apresentam como Boas Práticas de gestão, de valorização e de promoção dos sítios patrimoniais, especialmente no campo do Turismo, conciliando o desenvolvimento socioeconómico às atividades de preservação”.

Esta visita surge na sequência da participação de António Ponte, Diretor Regional de Cultura do Norte, em dezembro último, no Seminário Internacional Boas Práticas em Gestão de Paisagemque teve lugar no Brasil. Os contactos então estabelecidos motivaram a Missão do IPHAN - Instituto do Património Histórico e Artístico Nacional do Brasil a Portugal, a concretizar até ao início da próxima semana.

O programa inclui reuniões de trabalho com o Turismo de Portugal, Direção Geral do Património Cultural, Câmara Municipal do Porto e Câmara Municipal de Guimarães, para além de visitas diversas ao território e património, sobretudo, do Norte do País.

Os representantes do IPHAN terão oportunidade de visitar e conhecer o Centro Histórico do Porto, com passagem pela Torre dos Clérigos e Instituto dos Vinhos do Douro e Porto; Centro Histórico de Guimarães, com deslocação ao Centro Internacional das Artes José de Guimarães, Paço dos Duques, Castelo de Guimarães, Museu de Alberto Sampaio e Mosteiro de Tibães.

Percorrendo o território a Norte, haverá ainda oportunidade para conhecer mais dois locais classificados como Património Mundial pela UNESCO: o Alto Douro Vinhateiro e o Sítio de Arte Rupestre Pré-Histórica do Vale do Côa, com visitas ao Museu do Côa, Sítio Arqueológico da Penascosa, Museu do Douro, Centro Interpretativo de S. João de Tarouca e Quinta do Bonfim.

O programa encerra com a realização de uma reunião técnica de trabalho, a decorrer na Casa Allen, no Porto, sobre Patrimónios Mundiais, com a finalidade de conhecer o processo de desenvolvimento dos instrumentos de gestão dos sítios protegidos e analisar o projeto de cooperação técnica na modalidade de intercâmbio entre o Brasil e Portugal, no campo da promoção/interpretação de Sítios Patrimoniais.