Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Muhai Tang dirige Orquestra Gulbenkian em Almada

image001.jpg

image002.jpg

 

 

A Orquestra Gulbenkian apresenta-se no TMJB com obras de Guo Wenjing e Ludwig van Beethoven, dia 20 de Maio, às  21h30.

 

 

 

Muhai Tang dirige Orquestra Gulbenkian em Almada

 

 

A Orquestra Gulbenkian regressa ao Teatro Municipal Joaquim Benite, desta vez com obras de Guo Wenjing e Beethoven, e tem entre os seus intérpretes Li Biao, um dos mais destacados percussionistas da actualidade, como solista convidado. O concerto será dirigido por Muhai Tang, que foi maestro titular desta orquestra entre 1987 e 2000, e será apresentado dia 20 de Maio às 21h30.

 

O programa que a Orquestra Gulbenkian traz ao TMJB é constituído por duas peças: The Rite of Mountains, um concerto para percussão e orquestra de Guo Wenjing, e a terceira sinfonia de Beethoven – que, com o epíteto de “Heróica”, foi originalmente dedicada a Napoleão Bonaparte. Na origem da primeira está o violento terramoto que afectou a região chinesa de Wenchuan em 2008, bem como o desejo de explorar “a relação entre a catástrofe natural e a vida humana”. Na segunda, muitos julgam descobrir o retrato de um líder, sensível aos ideais da Revolução Francesa, e um marco da transição do Classicismo para o Romantismo. Li Biao, um dos mais destacados percussionistas da actualidade, é o solista convidado.

 

Muhai Tang (n. 1949) é maestro titular da Orquestra Filarmónica de Belgrado, maestro titular e director artístico da Ópera e Orquestra Tianjin e director artístico da Orquestra Filarmónica de Shangai e da Orquestra Sinfónica de Zhenjiang, na China. Colabora desde 2009 com a Orquestra Sinfónica de Hamburgo, como maestro convidado, e é desde 2007 o professor responsável pelo Departamento de Direcção de Orquestra do Conservatório de Shangai. Muhai Tang foi também maestro titular da Orquestra Gulbenkian durante 12 anos, entre 1987 e 2000, tendo resultado dessa colaboração a gravação dos concertos de guitarra de Tan Dun e Christopher Rouse, interpretados por Sharon Isbin e pela Orquestra Gulbenkian e distinguidos com um Grammy em 2002.



Guo Wenjing (n. 1956) foi um dos cem alunos admitidos no Conservatório Central de Música de Pequim em 1978. É considerado o maior compositor chinês vivo. A sua obra compreende peças orquestrais, música vocal e óperas de câmara com argumentos de origem chinesa.

Ludwig van Beethoven (1770-1827) foi um célebre compositor alemão, cujo génio se revelou à medida que a surdez progredia. Em Viena, travou conhecimento com Mozart e foi discípulo de Haydn, Albrechtsberger e Salieri. Compôs concertos para piano, quartetos para cordas, sinfonias, sonatas e uma ópera, Fidelio, em 1814.

 

 

 

TEATRO MUNICIPAL JOAQUIM BENITE | SALA PRINCIPAL | M/6

20 MAI | SÁB às 21H30

 

PREÇO: 7,5€ a 15€  

 

RESERVAS: +351 212 739 360
COMPRAR: http://cta.bilheteiraonline.pt/