Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Museu Alberto Sampaio: Recorde de afluência até setembro

Maior afluência de visitantes no Museu de Alberto Sampaio

Mais de 55 mil visitas até setembro

 

O número de visitantes do Museu de Alberto Sampaio, em Guimarães, registado até setembro último (55.137), já ultrapassou o total alcançado no ano passado (42.523).

Um aumento significativo que traduz um maior dinamismo por parte do Museu de Alberto Sampaio, sob tutela direta da Direção Regional de Cultura do Norte, e uma ligação mais efetiva com a comunidade envolvente, abrindo o espaço à realização de iniciativas muito diversas, como sejam atividades de estabelecimentos de ensino, exposições, desfiles de moda e até atividades desportivas, entre outras.

Esta subida do número de visitantes, ocorrida até setembro, acompanhada a tendência já verificada aquando do final do primeiro semestre do ano, altura em que o Museu de Alberto Sampaio registava já um exponencial crescimento de 59,9% no número de visitantes, quando comparado com o período homólogo.

Para esse facto, terá contribuído a inauguração da Extensão do Museu localizada no Palacete da Praça de Santiago, cedido para esse fim pela Câmara Municipal de Guimarães.

Com um investimento total na ordem dos 2,9 Milhões de Euros, o edifício da Extensão do Museu de Alberto Sampaio está dotado de equipamento necessário para gestão de coleções, exposições temporárias, serviços administrativos, direção, reservas, biblioteca, arquivo, gabinetes/ espaços para investigação/ investigadores.

Distinguido em maio último pelo TripAdvisor com o Certificado de Excelência, atribuído com base nas avaliações e opiniões publicadas pelos viajantes no portal, o Museu de Alberto Sampaio prossegue uma trajetória que poderá culminar, até final do ano, com uma afluência recorde de visitantes. 

 

Sobre o Museu de Alberto Sampaio

O Museu de Alberto Sampaio foi criado em 1928 para albergar o espólio artístico da extinta Colegiada de Nossa Senhora da Oliveira e de outras igrejas e conventos de Guimarães, então na posse do Estado (Decreto Lei N.º 15209 de 17 de março de 1928). Nessa data, Alfredo Guimarães foi nomeado delegado do Estado para acompanhamento das obras de recuperação do edifício do Museu. Em 1 de agosto de 1931, é inaugurado oficialmente o Museu Regional de Alberto Sampaio. A 26 de julho de 1932, sai um novo Decreto-lei que define e normaliza o estatuto funcional do Museu. Em 19 de outubro de 1932, Alfredo Guimarães é oficialmente nomeado Diretor do Museu. Em 1967, após vários anos de obras, procede-se à inauguração dos novos espaços, passando o Museu a poder contar com serviços modernos, com uma sala de conferências, e com salas para exposições temporárias. Hoje, o Museu encontra-se de novo renovado, podendo o visitante percorrer a antiga Casa do Priorado, admirar a belíssima coleção de ourivesaria do Museu e deleitar-se com a pintura sobre tábua e a fresco que fazem um interessante contraponto com a coleção de escultura.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.