Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Museu Nacional da Música | próximos eventos

JAN11
Sexta 19:00 · 
 
 
 
João Valido Vaz – Tenor,
Ricardo Martins - Piano

49900544_2152344518155646_4318885092698095616_o.jp

 

Programa
Claude Debussy
Doctor Gradus ad Parnassum – de Children’s Corner (piano solo)
Henri Duparc
Le Manoir de Rosemonde
Phidylé
Claude Debussy
Berceuse (piano solo)
Nuit d’étoiles
Beau Soir

Fêtes Galantes
En Sourdine
Fantoches

Intervalo

Maurice Ravel
Rigaudon – de Le Tombeau de Couperin (piano solo)
5 Mélodies populaires grecques
Chanson de la mariée
Là-bas, vers l’église
Quel galante m’est comparable
Chanson de cuielleuses de lentisques
Tous gai!

Francis Poulenc
Mouvements perpétuels – I (piano solo)

Bestiaire
Deux poémes de Louis Aragon
Cocardes


JOÃO VALIDO VAZ é um tenor Lisboeta residente em Londres, no Reino Unido, e recentemente licenciado pela Guildhal School of Music and Drama com First Class, onde estudou com o seu actual professor John Evans.
Iniciou os seus estudos de canto na Escola de Música do Conservatório Nacional onde estudou com Rute Dutra. Durante esse tempo obteve uma extensa experiência coral e de música de conjunto. De 2011 até 2014 colaborou regularmente com o Coro Gulbenkian e um número de coros de câmara incluindo o C.C.L.C e Voces Caelestes, tendo tido a oportunidade de cantar com orquestras como a Orquestra Gulbenkian, San Francisco Philharmonic e Orchestre National de Lyon sob a direcção de Michael Tilson Thomas, Philippe Herreweghe, Paul McCreesh, Leonard Slatkin, Ton Koopman, Simone Young, Joana Carneiro, Bertrand de Billy, e Michel Corboz.
Em 2017 cantou também com a LSO, dirigida por Sir Simon Rattle, com um pequeno grupo de cantores da Guildhall.
Na area da Ópera, interpretou os papéis de Beppe (Pagliacci), Peacock (Tale of the Tell-Tale Tail… , nova obra de Lucy Armstrong), Jaquino (Fidelio - cenas de ópera), Scaramuccio (Ariadne auf Naxos - cenas de ópera), Monostatos (The Magic Flute), Basilio & Curzio (Le Nozze di Figaro), Bill (A Hand of Bridge), Dr. Blind (Die Fledermaus - cenas), Fracasso (La Finta Semplice - cenas de ópera). No início de 2017 foi substituto do papel de Iro numa co-produção da Royal Opera House e Roundhouse.
João tem também interesse em criar os próprios projectos: em 2017 desenvolveu, escreveu e co-dirigiu uma performance multidisciplinar em torno de textos de William Blake intitulada Of Innocence and Experience.
Na área da Canção Lírica, tem experiência em Canção Inglesa, Francesa e Alemã, como parte do seu treino na escola, que culminou num recital final, o qual obteve Distinção.
Esta é a primeira vez que apresenta um recital a solo em Portugal.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.