Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

MUSEU NACIONAL DA MÚSICA | UM MÚSICO, UM MECENAS | Cravista japonesa MASUMI YAMAMOTO toca no Cravo Antunes de 1758 | 9 de Setembro, pelas 18h, Entrada livre

UM MÚSICO, UM MECENAS 
9 de Setembro, pelas 18h #EntradaLivre
A cravista japonesa MASUMI YAMAMOTO interpreta 
Scarlatti e Inglaterra: Música de Scarlatti, Arne, Handel e Roseingrave
 

Masumi2.jpg

 

no cravo Antunes de 1758
 
classificado como Tesouro Nacional
 

antunes 2.jpg

 

Programa
 
- Scarlatti Sonatas K.208/K.209 in A major
- T. Arne Sonata I in F major: Andante-Adagio-Allegro
- G. F. Handel Passacaille in G minor
- T. Roseingrave Suite in E minor.
- T. Arne Sonata II in E minor: Andante-Adagio-Allegretto
- Scarlatti Sonata K.492
Sobre o repertório:

Scarlatti e os seus apoiantes ingleses


A música de Scarlatti era popular na Inglaterra no século XVIII. 
Handel (nascido no mesmo ano de Scarlatti) e Roseingrave conheceram o compositor enquanto estavam em Itália. Roseingrave foi responsável pela publicação inglesa da música de Scarlatti numa edição de 1738/9. Por sua vez, Thomas Arne possuía uma cópia dessa edição e a influência de Scarlatti é clara nas suas composições.
Este programa, que será executado no histórico cravo Antunes de 1758, pretende apresentar compositores ingleses conhecedores e seguidores da música de Scarlatti, tais como George Frideric Handel, Thomas Arne e Thomas Roseingrave.

Sobre a intérprete:

A cravista MASUMI YAMAMOTO nasceu em Osaka (Japão), cresceu na Austrália e vive no Reino Unido desde 2001.
Estudou no Queensland Conservatorium Griffith University (Austrália), na Royal Academy of Music, no Trinity College of Music e completou o seu PhD na University of York.
Actuou como solista e baixo contínuo em salas como Purcell Room, Royal Albert Hall, St. John's Smith Square e Cadogan Hall. No Reino Unido apresentou-se em recitais com os ensembles London Concertante, London Brandenburg Soloists (Solisti Divini) e Keld Ensemble, em Espanha com os Soloists of London e na Noruega com o ensemble Paulus Barokk.
Recentemente apresentou-se também em França, Alemanha, Itália, Malasia, Japão e Austrália.
Masumi foi premiada na Competição Internacional de Cravo, em Bruges (2007). Apresentou-se na BBC Radio 3 e ABC Classic FM. Fez parte do painel de jurados no Broadwood Horniman Harpsichord Competition em Abril deste ano. 
É a directora artística dos "Sydenham Concerts", iniciativa lançada em Fevereiro de 2016 e especializada em concertos com instrumentos de época. Masumi é professora de cravo na St. Paul's Girls' School.
Os seus compromissos futuros incluem concertos no Japão, Espanha, Eslovénia e em todo o Reino Unido.

Sobre o instrumento histórico:

Cravo
Construtor: Joaquim José Antunes, Lisboa, inv. nº MM372
Bem cultural móvel classificado como de interesse nacional (Tesouro Nacional) 

O cravo, construído em 1758 por Joaquim José Antunes, é um dos ex-libris da colecção do Museu Nacional da Música. As suas características históricas e organológicas fazem deste um exemplar valiosíssimo, quer no panorama nacional, quer internacionalmente. É um testemunho único da extremada técnica de construção portuguesa da época, através do qual se reconhece uma forte e bem estabelecida tradição de artesanato musical com orientações próprias. Sendo um dos poucos sobreviventes da escola portuguesa de construção de cravos, revela-se de extrema importância para a reconstituição da sonoridade da música cravística pré-barroca e barroca, produzida em Portugal por compositores como Domenico Scarlatti ou Carlos Seixas. Por todos estes motivos, mas também porque se encontra em óptimo estado de conservação, tem atraído a atenção de prestigiados músicos e organólogos de todo o mundo. Assim sendo, as ocasiões em que é tocado no ciclo "Um Músico, Um Mecenas" são sempre oportunidades a não perder.