Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

MUSEU NACIONAL DA MÚSICA | Um Músico, Um Mecenas 2018 - 2º Concerto: Roxanne Dykstra e Akari Komiya

Um Músico, Um Mecenas 

VI Temporada de Concertos com Instrumentos Históricos 

Roxanne Dykstra e Akari Komiya

7 de Julho, pelas 18h | Entrada Livre

7 JULHO MECENAS convite.jpg

 

Depois de um primeiro concerto em Maio, por ocasião da celebração do Dia Internacional dos Museus, a VI Temporada do ciclo "Um Músico, Um Mecenas" prossegue com Roxanne Dykstra e Akari Komiya que interpretam Bach, Franz Xaver, Wolfgang Mozart, Louis Théodore Gouvy e F.R.C. Clarke na viola de arco Francesco Emiliani de 1748 e no piano Bechstein de 1922. A entrada é livre. 

 

 

Roxanne Dykstra, (viola de arco)

 

Roxanne Dykstra nasceu no Canadá. Concluiu o mestrado em Viola de Arco na Universite de Montréal com a austríaca Jutta Puchammer e ganhou o mais alto diploma no Conservatório Nacional Superior de Lyon, em França. Ganhou a principal posição de viola da Prince George Symphony, que manteve por três anos. Desde então, vem realizando trabalhos de câmara, orquestrais e a solo na Europa e no Canadá, incluindo as sinfonias de Vancouver, Toronto e Okanagan, Turning Point Ensemble e Vetta Music. Actualmente é membro da Orquestra Sinfônica do Teatro de S. Carlos.

 

É fundadora e co-directora do Orchestra North Summer Program (Canadá), e directora artística do Spirit of the North Summer Classical Music Festival. É professora do Conservatório Real de Música de Toronto há mais de 15 anos e membro do juri da British Columbia Performing Arts Festival Association, também no Canadá.

Actualmente frequenta um doutoramento na Kunstuniversität Graz (Áustria), onde estuda as potencialidades da transcrição musical na performance musical. 

 

Akari Komiya (piano)

 

Akari Komiya é uma pianista japonesa que actualmente trabalha em Viena. Tendo começado os estudos de piano aos 5 anos, estudou no Japão na Faculdade de Artes Liberais Feminina Doshisha, em Kyoto, com a pianista búlgara Svetla Protich. Após a conclusão dos estudos em 2010, Akari ganhou numerosos prémios, incluindo uma bolsa de estudos no exterior na Europa. Foi aceite na Universidade de Música e Artes Cênicas, em Viena, com o pianista Manfred Wagner-Artzt. Participou também em aulas de música de câmara com Andrea Bischof (membro do Mosaico Quatuor), de pianoforte com o Prof. Harald Ossberger e cravo com o Prof. Stefan Gottfried. 

 

Trabalha desde 2017 como professora de piano e acompanhadora na Escola de Música Joe Zawinul em Gumpoldskirchen (Áustria).

 

Além de sua carreira a solo, Komiya fundou um trio de piano e um quarteto de piano com músicos internacionais. Toca regularmente com o violinista e violista Georg Hamann em duo. Em 2014, gravou obras de compositores ingleses contemporâneos e música de Benjamin Britten para um CD com Georg Hamann (viola), e em 2018 fez uma gravação de sonatas com Roxanne Dykstra.

 

 

A viola de arco em destaque é do construtor Francesco Emiliani, que trabalhava ao estilo de David Tecchler, famoso luthier alemão que exercia em Roma. Francesco  esteve activo nesta mesma cidade durante a primeira metade do séc. XVIII. O exemplar que vai ser tocado data de 1748.

Etiqueta: Franciscus de Emilianis fecit/Roma Anno Dni 1748

 

O piano Bechstein de 1922 pertenceu ao compositor português Luís de Freitas Branco (1890-1955). 

 

 
VI Temporada de Concertos com Instrumentos Historicos | 2º concerto
 
 
Esta é já a sexta temporada do ciclo de concertos com instrumentos históricos UM MÚSICO,UM MECENAS, organizado pelo Museu Nacional da Música, e no qual se procura divulgar um dos mais importantes acervos instrumentais da Europa, com a ajuda de músicos de excepção que actuam pro bono e dão voz a tesouros nacionais e peças de valor histórico único.
 
Os concertos são viagens à colecção do Museu da Música, conduzidas por grandes intérpretes nacionais e internacionais, dando a conhecer os instrumentos através de concertos comentados e de uma contextualização histórica estendida, muitas vezes, ao repertório escolhido.
A interpretação, a necessária manutenção dos instrumentos musicais e a comunicação da história de cada um deles são factores intimamente ligados e que resultam numa acção concertada entre o museu e os mecenas do ciclo (músicos, construtores/restauradores e outros parceiros).


 
CICLO UM MÚSICO, UM MECENAS | VI Temporada
 
 
-4 de Agosto -
 
Vinicius Perez 
 
La Tiorba de Buechenberg 
 
Tiorba Matheus Buechenberg de 1608
 
 
 
- 15 Setembro -
 
Estreia do cravo Antunes de 1789
 
José Carlos Araújo e Miguel Jalôto
 
A Due Cembali - Os Irmãos Antunes
 
Dois cravos portugueses (Joaquim José Antunes de 1758 e João Baptista Antunes de 1789)
 
 
 
- 1 de Outubro -
 
Pavel Gomziakov e guitarrista Ricardo Barceló 
 
Canções Populares Espanholas
 
Violoncelo Stradivarius de 1725 
 
 
27 de Outubro - Cravo Taskin (a anunciar)
 
 
 
- 22 de Novembro - Dia de Santa Cecília
 
Cremilde Rosado Fernandes
 
Sousa Carvalho, Marcos de Portugal, Francisco Xavier Baptista, Frei Manuel de Santo Elias, João Cordeiro da Silva
 
Cravo de João Baptista Antunes de 1789 
 
 
 
- Dezembro -
(a anunciar)
 
Estreia do Piano Boisselot & Fils de Franz Liszt (c. 1840)
Ver Menos
 
 
Entretanto, também em Lisboa:
 
Um Piano Bechstein do Museu Nacional da Música apresenta-se no Museu Coleção Berardo 
 
 
Concerto de Martin Herzberg no dia 6 de julho, sexta-feira, às 19h30
O concerto incluirá temas do álbum Lifelines of Music (2013), banda sonora que acompanha a exposição Photo-Metragens, de João Miguel Barros.