Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Música em janeiro no Barreiro

 

A Câmara Municipal do Barreiro está a preparar a programação cultural para o próximo ano. Para assinalar a entrada no novo ano e integrado na programação regular AMAC Júnior, o Auditório Municipal Augusto Cabrita recebe a Orquestra de Sopros da Metropolitana que, trará no seu reportório, as “Bandas Sonoras da Disney”. Promovido pela Associação Cultural OUT.RA, em parceria com a Autarquia, passará também por este Auditório um concerto com o músico “Tó Trips”. Os ingressos para estes dois eventos estão à venda na Bilheteira do AMAC e no Posto de Turismo do Barreiro.

Também promovido pela Câmara Municipal do Barreiro, a Sociedade Democrática União Barreirense “Os Franceses”, recebe o Concerto de Ano Novo apresentado pela Camerata Musical do Barreiro. Este espetáculo tem entrada livre.

  

Concerto Tó Trips | Org.: OUT.RA

22 janeiro | sexta-feira | 22h00 | Auditório Municipal Augusto Cabrita

 

tó%20trips.jpg

 

Tó Trips é, hoje, reconhecido sobretudo pelo seu papel nos incontornáveis Dead Combo, mas os mais atentos não esquecerão o seu papel fundador no rock independente nacional à frente dos lendários Lulu Blind, autênticos dinamitadores de palcos lusos na década de 90 (quem esquece a abertura do concerto dos Sonic Youth no Campo Pequeno e o hino que foi “Rita Hot Pussy”?).

No início do milénio, Tó Trips redescobriu a guitarra (e toda a música), livre da até então omnipresente distorção, e o resto, como se diz, é história: “Guitars from Nothing”, originalmente gravado em 2002, marcou o início da aventura Dead Combo - das mais belas que este país já testemunhou - e, em 2009, “Guitarra 66” marcou, definitivamente, a sua voz individual enquanto veículo de uma portugalidade que se atravessa, como a história o fez, por vários continentes e várias músicas – do western americano ao México, do flamenco a Cabo Verde – e várias influências marcantes – de Enio Morricone a Marc Ribot, ou à presença tutelar de Carlos Paredes.

Lançou, em 2015, “Guitarra Makaka – Danças a Um Deus Desconhecido”, disco marcante e de beleza rara, que tem vindo a promover por todo o país, e que chega, finalmente, ao Barreiro.

Valor do ingresso: 5 €

Classificação etária: M12

CM

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.