Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Música em São Roque

Último ciclo da Temporada Música em São Roque arranca na Igreja de São Roque

Sonata de Igreja pela Orquestra Metropolitana de Lisboa

O último fim de semana da 27ª Temporada Música em São Roque começa hoje, 6 de novembro, com a Orquestra Metropolitana de Lisboa e o Coro da Universidade Nova de Lisboa. O concerto tem lugar na Igreja de São Roque a partir das 21h00, com o título, Da Chiesa, e alterna a música de dois compositores do período barroco, Arcangelo Corelli e Johann Sebastian Bach.

O concerto é dirigido pelo Maestro Sérgio Fontão, acompanhado pelo Maestro do Coro, João Valeriano. A interpretação estará a cargo de Pedro Cachado, tenor, Joana Nascimento, mezzo-soprano, e José Bruto da Costa, barítono. A partir das 19h00 há a habitual visita guiada ao Museu de São Roque, e há hora do concerto decorre um atelier para os mais pequenos, também no Museu.

Contribuindo também para a formação de uma nova geração de músicos e de público, a Temporada "Música em São Roque" tem disponibilizado o seu palco e encorajado a apresentação de jovens talentos, em colaboração com escolas de música da área de Lisboa. Assim, pelo segundo ano consecutivo, o último dia da Temporada será dedicado aos jovens músicos.

No domingo, 8 de novembro, a Temporada apresenta dois concertos na Igreja de São Roque. Às 16h30 a Escola de Música Nossa Senhora do Cabo apresenta Gaudi Cantatae. A Escola de Música Nossa Senhora do Cabo apresenta, em São Roque, um concerto centrado na forma Cantata,  fazendo o  contraponto  entre  um  dos compositores  que  representa o expoente  máximo  deste  género musical, Johann Sebastian Bach e uma visão moderna, tanto ao nível do texto como da forma, do compositor Padre Diamantino Faustino.

Às 21h00, a Escola Superior de Música de Lisboa fecha esta edição da Música em São Roque com Uma noite de música com a Escola Superior de Música de Lisboa. O concerto vai apresentar temas de compositores como Antonio Vivaldi e Josef Rheinberger, entre outros. A bilheteira dos concertos de domingo ficam a cargo das Escolas de Música.

 

Diretor artístico da Temporada premiado

O maestro e compositor Filipe Carvalheiro, responsável pela programação da Temporada Música São Roque da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, ganhou três prémios no Festival Coral Internacional de Barcelona, que teve lugar no mês passado.

O “Kammerkoret Musica”, da Dinamarca, um dos grupos de que Filipe Carvalheiro é maestro titular, venceu nas categorias de Winner Chamber Choir e de Jury Special Prize for an Outstanding Program.

Além destas duas distinções, o diretor artístico da Temporada Música em São Roque, arrecadou também o prémio de “Melhor Maestro”, entre 85 maestros concorrentes.

Sobre o maestro

Filipe Carvalheiro é formado em Composição, pela Escola Superior de Música de Lisboa, e em Direção, pela Universidade de Cincinnati (Estados Unidos). Desenvolveu ainda estudos de aperfeiçoamento em Composição e Direção. 

Maestro e compositor, Filipe Carvalheiro é, desde 1989, diretor artístico da Temporada Música em São Roque, organizada pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

Desde 2009 tem desenvolvido a sua atividade sobretudo na Dinamarca, Suécia e Alemanha. É atualmente maestro titular da Orquestra Sinfónica Euphrosyne (Copenhaga) e do Kammerkoret Musica (Copenhaga).  

Em 2011, venceu com o Kammerkoret Musica a categoria Coro de Câmara no 3rd International Anton Bruckner Chorwettbewerb & Festival na Áustria, e, dois anos mais tarde, venceu o Conductors Prize no First International Copernicus Festival and Competition na Polónia. 

Este ano, a convite da Rainha Margrethe II da Dinamarca, dirigiu o concerto comemorativo dos 100 anos de direito de voto feminino naquele país.