Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

Novembro • Ballet Contemporâneo do Norte

                                                                     

de4c7689-3692-4727-af79-fa93dc12ac5f.jpg

 

 

            © Jani Nummela

E U R O S H I M A
De Mara Andrade e Cátia Pinheiro/José Nunes (Estrutura)
Para o Ballet Contemporâneo do Norte

 

2 de Novembro - 21h30
Casa de Teatro de Sintra
M/12
50m

 

O Ballet Contemporâneo do Norte convidou dois criadores, em regime de “carta branca”, a conceber dois espetáculos para o palco do Cineteatro António Lamoso. As duas peças, assinadas por Mara Andrade ("Expedição") e Cátia Pinheiro & José Nunes ("A Ideia de Europa"), serão apresentadas em sequência e com o mesmo elenco. EUROSHIMA é o título genérico das duas criações, propondo uma reflexão sobre diversas problemáticas que afetam a Europa contemporânea. Duas propostas que re-equacionam leituras distópicas sobre o futuro da Europa através de contributos da geopolítica, filosofia e estudos europeus.

 

EUROSHIMA é o último segmento a fazer parte do programa anual €UROTRA$H, curadoria de Rogério Nuno Costa para o Ballet Contemporâneo do Norte em 2019. Convidaram-se criadores, investigadores/pensadores e outros agentes a re-inventarem uma ideia multifacetada de Europa, entendida enquanto conceito histórico, político, filosófico e estético. Procurando uma contaminação da criação coreográfica por metodologias, práticas e discursos oriundos de outras disciplinas artísticas e científicas, os criadores foram desafiados a questionar a temática proposta a partir de uma citação de George Steiner ("The Idea of Europe", 2015): "Europe is the place where Goethe’s garden almost borders on Buchenwald, where the house of Corneille abuts on the market-place in which Joan of Arc was hideously done to death.”

 

A urgência de uma reflexão inter/trans/disciplinar sobre estas contradições e tensões (culturais, sociais, políticas, económicas e religiosas), que durante séculos contribuíram simultaneamente para o afastamento e para a unificação de uma certa ideia — contestada por uns, abraçada por outros — de identidade cultural (pan-)europeia, ganha na atualidade mais recente um novo fôlego crítico, impulsionado pela designada “crise dos refugiados” e pelo crescimento exponencial de movimentos nacionalistas. Nesse contexto, EUROSHIMA promove elaborações críticas no sentido de uma (e)utopia pluralista e multi-cultural feita através da arte e das suas potencialidades sociais e políticas. Será, no limite, sobre o desejo de “fazer parte”, sobre a importância da criação de comunidades e de discursos sociais/socializantes, sobre a solidariedade e a hospitalidade, sobre a viagem e o exótico.

 

Curadoria: Rogério Nuno Costa | Coreografias: Cátia Pinheiro & José Nunes + Mara Andrade | Intérpretes: Catarina Campos, Joclécio Azevedo, Susana Otero, Thamiris Carvalho, Vinicius Massucato | Iluminação e Direção Técnica: Daniel Oliveira | Figurinos: Jordann Santos | Fotografia de Cena: Miguel Refresco | Design & Artwork: Jani Nummela | Documentação & Vídeo Promocional: Rogério Nuno Costa | Vídeo para "Expedição": Daniel Oliveira, Joclécio Azevedo e Catarina Campos | Som para "Expedição": Daniel Oliveira | Produção: Ballet Contemporâneo do Norte | Apoio: Imaginarius Centro de Criação | Agradecimento: TUP - Teatro Universitário do Porto

 

O Ballet Contemporâneo do Norte é uma companhia financiada pelo Governo de Portugal/Secretaria de Estado da Cultura (Direção-Geral das Artes) e apoiada pela Câmara Municipal de Santa Maria da Feira.


 

 

ac53809d-48b1-4da4-ab17-041141d63d43.jpg

 


Uma Dança por Mês…EUROPA Endlos
Norte - Danças Celtas com Rute Mar


 

16 de Novembro | 10h00-12h30
Sala de ensaio do Cineteatro António Lamoso
Sessão gratuita até ao limite de 30 participantes
Não é necessária 
experiência em dança
Inscrições obrigatórias em bcnproducao@gmail.com



Depois de ter ocupado o primeiro trimestre do ano com três sessões dedicadas ao Ballet, o programa Uma Dança Por Mês... EUROPA ENDLOS iniciou, em Abril, um novo ciclo de três sessões, desta vez em torno da "ideia" de Contemporâneo. Vamos expandir ainda mais os limites geo-histórico-culturais do mapa "europeu", abordando paradigmas coreográficos oriundos de outros continentes, e cujas manifestações coreográficas e musicais têm inspirado, nas duas últimas décadas, a cultura pop/hip hop e a street dance mundiais. Do funk brasileiro (sessão realizada em Abril) ao Kuduro/Afro-House angolano, passando pela marrabenta de Moçambique, o programa pretende propor uma deslocação do olhar (a Sul), em estreita colaboração com profissionais oriundos de países de língua oficial Portuguesa atualmente a residir e a trabalhar em Portugal.

As duas últimas sessões do ciclo (Novembro e Dezembro) encerrarão o programa EUROPA ENDLOS com dois encontros em torno do conceito de "Norte". Vamos recuar no tempo e re-visitar a influência Celta e suas danças na cultura ibérica e depois aprofundar ainda mais esse estudo com uma sessão dedicada ao Vira minhoto (em Dezembro).

 

 

 

 

 

10ae7c86-acb8-49a0-bcf5-589ecec03d69.jpg

 


[ACOLHIMENTO BCN]

O Segredo do Rio
Fio d'Azeite - Chão de Oliva 
6 de Novembro - 11h00 / 15h00
Escola Básica de Mosteiro
Reservas para bcnproducao@gmail.com

 

A partir da leitura de extractos do livro conta-se a história, cujo livro está inserido no PNL / Ler+. Recorrendo à leitura ao vivo, à projecção de imagens bem como a manipulação de marionetas, o público pode desfrutar de um espectáculo fiel à história.

É a história de uma bela amizade entre um peixe e um rapaz, “O Segredo do Rio” que Miguel de Sousa Tavares escreveu, e que agora se apresenta em forma de espectáculo de marionetas de luva.

Uma história pedagógica que pode ser lida como uma parábola protagonizada pela humanidade e a natureza: se a humanidade (rapaz) tratar a natureza (peixe) com amor, fidelidade e respeito – no fundo como merece –, a natureza é generosa.

A adaptação do livro – que tem ilustrações da artista plástica Fernanda Fragateiro, numa associação feliz que nos consegue transportar para/por uma alegria poética, contagiante, expressa com simplicidade –, pretende ser fiel ao texto e às ilustrações. As marionetas executadas por Jorge Cerqueira, seguindo o traço da ilustração, e ainda as novas ilustrações feitas, propositadamente, pela artista plástica para este espectáculo, não desvirtuam o objectivo enunciado, fidelidade ao texto e à linha gráfica, e concorrem para refinar a plasticidade, assim como o jogo de sentimentos e emoções, que se pretende transmitir através do espectáculo. 

Autor Miguel Sousa Tavares; Adaptação e Encenação Nuno Correia Pinto; Intérprete Nuno Correia Pinto; Marionetas Jorge Cerqueira; Ilustração Fernanda Fragateiro; Imagem Gráfica André Rabaça; Direcção Técnica André Rabaça; Sonoplastia Carlos Arroja; Operador Luz e Som Marco Lopes; Direção de Produção Nuno Correia Pinto; Secretária de Direcção e Produção Cristina Costa. 


 

 

Fotografia do workshop com Carlota Lagido e Antoine Pimentel ©Ines Nogueira

2fc926a1-6d33-41d0-950a-ac78599eadb1.jpg

 



OFICINAS DE DANÇA E SOM
com Mariana Tengner Barros e Susana Otero
28 a 30 de Outubro
Escolas públicas de Santa Maria da Feira



 

Reiniciamos nos dias 28 a 30 de Outubro as dez oficinas de dança contemporânea/criativa e de exploração do movimento e som em várias escolas públicas do município de Santa Maria da Feira, as oficinas Foram dinamizadas por Mariana Tengner Barros e Susana Otero.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.