Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

NOVEMBRO NO MUSEU NACIONAL DA MÚSICA | Cravos e Veludo | Palestra e Recital | Entrada Livre

14940153_1250646411658799_7077002052780263724_o.jp

 

No próximo dia 15, pelas 18h30, o Museu Nacional da Música apresenta "Cravos e Veludo", um evento de Intercâmbio Cultural organizado pela Embaixada da República Checa, e que pretende promover a história e cultura Luso-Checa, na ocasião da celebração da democracia e liberdade de expressão em ambos os países, respectivamente o 25 de Abril Português (a Revolução dos Cravos) e o 17 de Novembro Checo (a Revolução de Veludo).
 
 
18h30 -19h - Palestra sobre a Cultura checa - Prof. Anna de Almeida 
Anna Almeida é leitora de língua e literatura checas na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.
Com base na sua formação em Estudos Checos na Faculdade de Letras da Universidade de Carlos IV em Praga, procurou desde 1998 introduzir o ensino da língua e cultura checas em Portugal que se tornou a sua segunda pátria. A sua actividade levou à constituição do Leitorado checo na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa que este ano celebra 10 anos da sua actividade que contribuiu à introdução de Estudos Eslavos na FLUL. Além de ensino da língua e literatura,Anna Almeida dedica-se à divulgação da cultura checa através de organização de encontros com especialistas e artistas checos. 


19h - Recital de Monika Streitová (flauta) e Ana Telles (piano)
 
Programa
 
Monika Streitová: flauta
 
Ana Telles: piano
 
 
J. B. Santos, Peça para flauta
 
J. S. Béreau, Fragments de mémoire
 
 
I. Moody, Bee-Loud Glade
 
 
J. Dusek, Scherzo Sonata
 
 
J. P. Oliveira, Entre o Ar e a Perfeição
 


Monika Streitová 
Flautista, investigadora e professora de flauta na Universidade de Évora. Graduou-se com a classificação máxima na Universidade de Bratislava (Eslováquia) no Departamento de Música e Artes Dramáticas, onde se especializou em flauta transversal. Nesta universidade realizou os seus estudos de doutoramento em Interpretação de Música Contemporânea sob a orientação de M. Jurkovic. Realizou investigação científica de pós-doutoramento na Universidade de Aveiro e faz parte de INET-MD, unidade de investigação do Instituto de Etnomusicologia da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. O seu reportório inclui mais de cem estreias mundiais. Trabalhou, com as estações BBC, ORF2 Viena e BRB Berlim. Gravou 5 CD a solo e 18 CD com vários grupos musicais. O seu CD “Luminiscence”, a solo, recebeu a mais elevada menção por parte da crítica da Rádio 2 da República Checa. Tem-se apresentado, quer em projectos a solo, quer em diversas formações, em vários países, destacando-se a Alemanha, Áustria, Brasil, Emirates Árabes, Espanha, França, Holanda, Hungria, Inglaterra, Japão, Polónia, Portugal, República Checa, República Eslováquia e Suíça. “It was always a great pleasure for me to hear playing of Monika Duarte Streitová, her musicality and sensitivity. I am continuously convicted that Monika Duarte Streitová is a great talent of th fluteplaying, and also a very intelligent and sensible musician.” (István Matuz, Professor of the Debrecen University and International Concert-soloist).

Ana Telles 
Estudou em Lisboa, Paris e Nova Iorque com Yvonne Loriod-Messiaen, Sara Buechner e Nina Svetlanova (Piano), entre outros. Obteve o grau de Bachelor of Arts (Piano Performance) na Manhattan School of Music e o de Master of Musical Arts (na mesma especialidade) na New York University. Doutorou-se em História da Música e Musicologia na Universidade de Paris IV - Sorbonne em cotutela com a Universidade de Évora, com uma tese subordinada ao tema Luís de Freitas Branco (1890-1955): um percurso biográfico e estético através da obra para piano, orientada por Danièle Pistone e Rui Vieira Nery. 
Mantém uma intensa actividade de concertista, tendo tocado como solista e integrada em grupos de música de câmara em Portugal, Alemanha, França, Itália, Irlanda, Polónia, Cuba, Brasil, Taiwan, Coreia do Sul e E.U.A., em salas prestigiadas tais como a Salle Cortot (Paris), o Grande Auditório de Dijon (França), o Borden Auditorium (Nova Iorque, E.U.A.), a Sophiensaele (Berlim), o Grande e o Pequeno Auditórios da Fundação Calouste Gulbenkian, o Grande Auditório da Culturgest e o Pequeno Auditório do Centro Cultural de Belém, entre outras. ÉProfessora Auxiliar da Universidade de Évora, desenvolvendo investigação científica nos seguintes domínios: Música dos sécs. XX e XXI, Música Portuguesa dos Períodos Moderno e Contemporâneo, Música para Piano.
 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.