Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

O Festival Sete Sóis Sete Luas continua a encantar Oeiras

10374894_1657545957799829_1765110400784095392_n.jp

 

O Festival Sete Sois Sete Luas continua a sua programação em Oeiras, na Pólvora de Barcarena. Este ano, o programa apresentou novos eventos em uma tentativa de explorar outras formas de arte: a gastronomia, o circo e teatro de rua, sem nunca esquecer a música do mundo mediterrâneo e lusófono, pedra angular do festival.

 

Os artistas da rede cultural do festival animaram as noites quentes de verão em Oeiras com músicos de diferentes regiões do sul da Itália (Lavinia Mancusi, Tammorra, Mimmo Epifani) de Angola (Lúcia de Carvalho), Espanha (Roman Vicenti ) e duas orquestras multi culturais produções  originais  do Festival Sete Sóis Sete Luas: a Cunfrontos 7Sóis Band e a Estrelas 7Sóis.

 

No dia 10 de Agosto a Fábrica da Pólvora de Barcarena às 22h vai hospedar oRoman Vicenti, da Andaluzia (flamenco) e no dia 17 de Agosto Mimmo Epifani & the Barbers (Salento)

 

Roman Vicenti começou a tocar guitarra aos 7 anos de idade, pela mão de seu pai. 
Passando por grupos de dança e cantaores de Cádiz faz as suas primeiras tournée acompanhando grandes figuras de canto e dança flamenca. Com o célebre bailaor Farruquito, participa em vários sucessos, espetáculos como "Raíces flamencas", "Alma vieja" ou "Puro". Atualmente, Roman Vicenti é uma das figuras-chave da guitarra andaluza, capaz de criar harmonia entre todos os elementos artísticos sobre o palco e dar vida a performances incríveis, sugestivas e tocantes.

 

Virtuoso mandolinista e incrível front man, Mimmo Epifani apresenta um extraordinário repertório original ligado a instrumentos de corda como bandolim, mandola, mandoloncello e aos instrumentos étnicos utilizados nos salões de barbeiros de Salento (no sul da Itália).

Mimmo Epifani è considerado pela crítica um dos melhores artistas da música popular do sul da Itália, pelas suas improvisações com o mandolino, e pelas originais técnicas da mandola alla barbiere, técnica aprendida num salão de barbeiro da sua cidade, San Vito dei Normanni.

A musicalidade instintiva e profunda de Mimmo, ligada a raízes antigas, transformou-o num artista internacionalmente reconhecido.

A entrada è gratuita

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.