Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

"O Futuro da Terra - Diálogos com o Papa Francisco sobre Ecologia Integral", do fundador do Movimento Slow, editado na próxima semana

O_futuro_da_terra.jpg

 

A Casa das Letras edita na próxima terça-feira, 22 de Junho, “O Futuro da Terra – Diálogos com o Papa Francisco Sobre Ecologia Integral”, de Carlo Petrini, fundador do Movimento Slow Food e inspirador do movimento Terra Madre e fruto da amizade entre o chefe Jesuíta da Igreja Católica e um “agnóstico crente”, como o primeiro descreveu espirituosamente o último.

Há cinco anos, com a sua segunda Encíclica Praise Be to You! (Laudato Si’), o Papa Francisco deu a conhecer ao mundo a sua visão de justiça social, baseada no respeito por todos os seres vivos, por uma economia justa que não agrave o declínio ambiental, a pobreza e a exclusão. Para a sua «encíclica social», o Papa Francisco foi inspirado por cientistas, intelectuais e filósofos sobre os temas da sustentabilidade; um deles foi Carlo Petrini.

A partir deste texto fundamental, nasceu a amizade entre o Papa Francisco e Carlo Petrini e, num gesto raro, o Papa pediu a Carlo Petrini para ser o seu guia neste projeto. Da colaboração de ambos, nasceu “ O Futuro da Terra”, um livro que apresenta três diálogos importantes e relevantes, orientados por cinco temas basilares: biodiversidade, economia, comunidade, migração e educação.

Estas conversas destinam-se às gerações mais novas para lhes permitir refletirem e organizarem acções colectivas pacíficas com vista a novos modelos de coexistência num ambiente «bom, limpo e justo».

Jornalista italiano, Carlo Petrini fundou o movimento internacional Slow Food em 1986,do qual é presidente até hoje, e inspirou o movimento Terra Madre. Em 2004, a revista TIME nomeou-o «Herói Europeu dos Nossos Tempos» na categoria Inovação. Em janeiro de 2008, foi o único italiano incluído na lista das «50 Pessoas que Provavelmente Salvarão  o Mundo», publicada pelo jornal The Guardian. Em 18 de Setembro de 2013, Carlo Petrini recebeu o Prémio Campeão da Terra, outorgado pelo Programa Ambiental das Nações Unidas, a maior homenagem na área ambiental atribuída pelas Nações Unidas. Criou a Universidade de Ciência Gastronómica, publicou vários livros e fundou a editora Slow Food. O Futuro da Terra será publicado igualmente em Espanha, França, Alemanha, Polónia, Roménia, Eslovénia, Letónia, Brasil e Coreia do Sul.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.