Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

O Narrador Relutante > 14 de outubro (terça-feira) 11 h00 >Museu Coleção Berardo

O Narrador Relutante. Práticas Narrativas na Arte Contemporânea.

14 de outubro (terça-feira), às 11 h00 no Museu Coleção Berardo

image006 (2).jpg

 

John Smith, Blight, 1994-1996. Vídeo SD transferido de 16 mm.

Cortesia do artista e da galeria Tanya Leighton, Berlim.

 

O Museu Coleção Berardo tem o prazer de convidar os órgãos de comunicação social para a preview da exposição O Narrador Relutante, a decorrer no próximo dia 14 de outubro (terça-feira), às 11h00, no piso 0 do museu.

A antevisão da exposição conta com a presença da curadora, Ana Teixeira Pinto; e do Diretor artístico do Museu Coleção Berardo, Pedro Lapa.

 

Com curadoria de Ana Teixeira Pinto, inaugura no próximo dia 15 de outubro a exposição O Narrador Relutante. Práticas Narrativas na Arte Contemporânea que reúne um conjunto de obras de Julieta Aranda, Armando Andrade Tudela, Leonor Antunes, Kader Attia, Nina Beier, Derek Boshier, Aleksandra Domanović, Dani Gal, Karl Holmqvist, Christoph Keller, David Levine, Amalia Pica, Bojan Šarčević, John Smith, Hito Steyerl, Stephen Sutcliffe, Andreas Töpfer e Gernot Wieland.

Nas palavras do diretor artístico do museu, Pedro Lapa, esta mostra «evidencia o papel que as estruturas narrativas vieram ocupar nas práticas artísticas contemporâneas. Se esta dimensão se tornou persistente nas últimas décadas, tal não ocorreu de forma homogénea e é sobretudo para as configurações e problematizações mais recentes que o enfoque da exposição se dirige. A narrativa aqui significa sobretudo ficção, entendida como processo de conjetura sobre as possibilidades do real e das suas legibilidades, apropriações ou interpretações. A ficção emerge no trabalho destes artistas como uma estratégia de configuração da mutabilidade das realidades e da sua contínua sobreposição. As redes relacionais dos diferentes posicionamentos e sujeitos podem assim manifestar-se na sua mobilidade temporal.»

 

Por ocasião da exposição será também publicado um catálogo, uma coedição do Museu Coleção Berardo e da Sternberg Press (distribuição internacional), que reúne as participações de todos os artistas, materializadas em textos e/ou imagens, bem como ensaios inéditos de Erika Balsom, Sladja Blazan, Kerstin Stakemeier, e ainda de Ana Teixeira Pinto, curadora da exposição. O livro conhecerá duas versões, uma em português e outra em inglês.

 

A inauguração está marcada para dia 15 de outubro, às 19h00, no piso 0 do Museu Coleção Berardo, onde permanecerá até dia 11 de janeiro de 2015.

 

No decorrer da inauguração, e durante o tempo em que estiver patente, o público é convidado a participar numa programação criada em torno da exposição, que inclui, por exemplo, performances e visitas orientadas.

 

Quarta-feira, 15 de outubro:

  • Performances

19h30-19h50 | Gernot Wieland, Thievery and Songs, 2014

20h00-20h20 | David Levine, Light Matter 5, 2014

 

 

Sábado, 18 de outubro:

  • Performances

16h00-16h20 | Gernot Wieland, Thievery and Songs, 2014

16h30-16h50 | David Levine, Light Matter 5, 2014

 

  • Lançamento do catálogo da exposição O Narrador Relutante, uma coedição do Museu Coleção Berardo e da Sternberg Press

 

 

http://pt.museuberardo.pt/noticias/inauguracao-o-narrador-relutante#sthash.Ws6JrTbO.dpuf