Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Cultura de Borla

A Cultura que não tem preço.

"O PAI", de Florian Zeller | Em Ensaios @ Teatro Aberto

image002.jpg

 

Decorrem na Sala Azul os ensaios da peça O Pai, que estreará brevemente no Teatro Aberto. Este texto, do jovem dramaturgo francês Florian Zeller, estreou mundialmente em Setembro de 2012 em Paris. O Pai é uma peça escrita na perspectiva de um homem que envelhece e se vê confrontado com um quotidiano em mutação. A sua família, a sua casa, a sua vida e as suas memórias. A encenação é de João Lourenço, dramaturgia de Vera San Payo de Lemos e a interpretação da personagem do pai é de João Perry.

 


SINOPSE
Não sabe onde deixou o relógio e em que casa está. Suspeita que o andem a roubar e lhe queiram ficar com a casa. O tempo, o lugar, as pessoas, o mundo à sua volta tornam-se cada vez mais estranhos. Quem está esquecido, confuso, errado? O pai? A filha? O genro? Os outros, que aparecem para ajudar?

No labirinto em que a vida se transformou, são muitas as encruzilhadas porque as grandes questões da existência irrompem na normalidade do quotidiano. É preciso encontrar soluções para a perda de autonomia, o desvanecer da identidade e a solidão. E continuar a viver.
 

FICHA ARTÍSTICA

Versão João Lourenço | Vera San Payo de Lemos

Dramaturgia Vera San Payo de Lemos

Encenação João Lourenço

Cenário António Casimiro | João Lourenço

Figurinos Dino Alves

Luz Alberto Carvalho | João Lourenço

Vídeo Luís Soares

COM Ana Guiomar | João Perry | João Vicente | Patrícia André | Paulo Oom | Sara Cipriano  

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.